Disque Denúncia oferece recompensa por envolvidos na morte de PM no Alemão

Cabo Felipe Brasileiro Pinheiro foi atingido por dois tiros no peito durante uma operação na quarta e morreu na madrugada deste domingo no Hospital Getúlio Vargas, onde estava em estado grave

Por O Dia

Recompensa é de R$ 5 mil
Recompensa é de R$ 5 mil -
Rio - O Disque Denúncia divulgou, nesta segunda-feira, que está oferecendo uma recompensa de R$ 5 mil para quem der informações sobre os envolvidos na morte do cabo da PM Felipe Brasileiro Pinheiro, de 34 anos. O policial foi baleado na última quarta-feira e morreu na madrugada deste domingo no Hospital Getúlio Vargas, onde estava em estado grave.
Na quarta, Felipe, que é lotado no Grupamento de Intervenção Tática (GIT), foi atingido por dois tiros no peito na localidade conhecida como Chuveirinho, na favela Nova Brasília, durante uma grande operação do Comando de Operações Especiais (COE) no conjunto de favelas da Zona Norte do Rio. Na ocasião, outras cinco pessoas morreram, dentre eles o mototaxista Wesllen Santos, de 18 anos.
O cabo Felipe já havia sido baleado também no Alemão, no último dia 3 de março. Na época, ele participava de um patrulhamento na localidade conhecida como Fazendinha, quando houve confronto com traficantes da região.
Cabo Felipe Brasileiro Pinheiro foi atingido por dois tiros no peito na quarta - Arquivo Pessoal
A morte do cabo foi a segunda de um PM em menos de 24 horas no Rio - a quinta em seis dias. Na tarde de sábado, o PM Leandro de Oliveira Silva, 39, morreu depois de ter sido baleado na cabeça ao ser atacado por suspeitos durante uma abordagem próximo à estação Triagem da SuperVia, Benfica.

Com a morte dos dois, já chega a 42 o número de agentes da segurança pública assassinados no Rio em 2019. São 40 PMs, um guarda municipal e um militar da Aeronáutica.

Quem tiver qualquer informação sobre a localização dos envolvidos nas mortes pode entrar em contato através dos seguintes canais: WhatsApp do Portal dos Procurados: (21) 98849-6099; Facebook/(inbox): www.facebook.com/procurados.org; Disque Denúncia: (21) 2253-1177;  ou ainda pelo aplicativo "Disque Denuncia RJ".

A entidade avisa que as denúncias são sigilosas e que toda informação que receber será encaminhada para o Grupo de Ação Conjunta (GAC) - formado pela Divisão de Homicídios da Polícia Civil e por policiais militares -, que é encarregada de investigar casos envolvendo a morte de agentes da segurança pública no estado.
Recompensa é de R$ 5 mil - Divulgação / Disque Denúncia

Galeria de Fotos

Recompensa é de R$ 5 mil Divulgação
Cabo Felipe Brasileiro Pinheiro foi atingido por dois tiros no peito na quarta Arquivo Pessoal
O cabo da PM Felipe Brasileiro Pinheiro Arquivo Pessoal

Comentários