Carlos Bolsonaro divulga vídeo com ligação em condomínio para desmentir matéria com o pai

Vereador mostra supostos áudios de ligações da portaria na situação que teria sido citada em reportagem do Jornal Nacional sobre o caso Marielle Franco

Por O Dia

Carlos Bolsonaro
Carlos Bolsonaro -
Rio - O vereador Carlos Bolsonaro (PSL) divulgou, nesta quarta-feira, um vídeo em que mostra uma suposta ligação da portaria do condomínio onde o pai, o presidente Jair Bolsonaro (PSL), e ele moram, na Barra da Tijuca, que teria sido feita no dia da morte da vereadora Marielle Franco (Psol) (assista ao vídeo mais abaixo). O vereador afirma que o material desmente a reportagem exibida no Jornal Nacional desta terça, que alegou que Élcio Queiroz, um dos principais suspeitos do duplo homicídio, teria entrado no local ao ser liberado por alguém da casa do presidente.
A reportagem do telejornal alegou ter se baseado em um registro de entrada de visitantes da portaria, feito momentos antes do crime, no dia 14 de março de 2018. De acordo com o jornalístico, ao se identificar na guarita, Élcio disse que iria para a casa de Bolsonaro, fazendo o porteiro ligar para a residência 58, que pertence ao presidente. Em depoimento à Polícia, o porteiro alegou que, na ocasião "seu Jair" liberou a entrada do visitante.
Ao publicar o vídeo de hoje em perfis tanto dele quanto do pai nas redes sociais, Carlos Bolsonaro defendeu que "um simples acesso aos registros internos do condomínio mostra que no dia 14/03/2018 nenhuma solicitação de entrada foi feita para a casa 58".
Ao mostrar uma tela de computador que está gravando, o vereador abre um dos arquivos de áudio, que seria da respectiva ligação da portaria para o apartamento de Ronnie Lessa, suposto destino de Élcio, seu comparsa nas mortes de Marielle e Anderson. 
"Às cinco e treze da tarde, você tem uma uma ligação para a casa 65, que seria a casa do Ronnie Lessa e não para a casa do Bolsonaro", o vereador avisa.
Ao abrir o áudio, se ouve uma voz de um dos lados da linha que seria do porteiro avisando "portaria, boa tarde. É o senhor Élcio". A pessoa do outro lado, que seria o Ronnie, diz "pode liberar ai".
"Vocês percebem que a voz da pessoa da portaria que ligou para a casa 65 não condiz em nenhum momento com a voz do então deputado Bolsonaro?! Há alguma coisa errada nessas informações passadas à Rede Globo, em segredo de Justiça", Carlos Bolsonaro critica; confira!
Nos comentários do vídeo no Twitter, Carlos Bolsonaro foi questionário por vários internautas que identificaram na tela do computador ligações para a casa do pai.
O vereador, então, divulgou outro vídeo mostrando os áudios das possíveis ligações; assista!
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários