Avenida Niemeyer é reaberta após nove meses interditada

STJ determinou, nesta sexta-feira, a reabertura imediata da via

Por Anderson Justino / Luisa Bertola

Justiça manda reabrir Avenida Niemeyer, após nove meses de interdição e uma batalha judicial
Justiça manda reabrir Avenida Niemeyer, após nove meses de interdição e uma batalha judicial -
Rio - O imbróglio entre a Prefeitura e a Justiça do Rio pela reabertura da Avenida Niemeyer chegou a fim. Neste sábado, por volta das 6h50, o prefeito Marcelo Crivella reabriu de forma oficial, para o fluxo de veículos, a via que liga os bairros de São Conrado e Leblon, na Zona Sul. A via ficou fechada por nove meses após decisão da justiça, por conta de uma série de deslizamento terras que causou mortes. A ordem da reabertura imediata da via foi do presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro João Otávio de Noronha.

O prefeito afirmou que atende um pedido da população e que a via está totalmente segura. "Todas as obras foram realizadas e, em caso de chuvas acima de 38 milímetros, o protocolo de segurança para o fechamento da Niemeyer será feito. Eu tenho certeza que o carioca está feliz", ressaltou.

Segundo informações do Centro de Operações (COR), as equipes da CET-Rio e da Guarda Municipal estão no local. Antes da reabertura das pistas, 64 veículos que estavam estacionados na via foram rebocados.

Para o engenheiro Jorge Luiz Ortega, a reabertura da Avenida Niemeyer irá beneficiar os motoristas que saem da Zona Oeste em direção à Zona Sul. “Só faltava isso. Essa avenida é muito importante para o fluxo de veículos pela manhã. Agora vai ser melhor sair da Barra da Tijuca em direção à Copacabana”, disse.

Alegria de um lado, tristeza do outro. A decisão da reabertura da Avenida Niemeyer não agradou aos ciclistas. O professor Aloísio de Lima Oliveira, ressaltou os riscos em passar com a bicicleta na mesma via que ônibus e carros de passeio. “É muito arriscado. Não adianta apenas pensar nos motoristas. Precisa agora planejar a reabertura da ciclovia”.

De acordo com a Secretaria Municipal de Infraestrutura e Habitação (SMIH), as intervenções garantem a segurança da via para carros, pedestres e moradores. Além disso, a Niemeyer será fechada em caso de chuvas de 38 milímetros em uma hora, com ventos de até 70 km/h.

A Prefeitura do Rio informou que mais de R$ 34 milhões foram investidos em 56 intervenções ao longo da Avenida Niemeyer. Entre as obras realizadas, destaca-se a colocação de drenos profundos, o restabelecimento do sistema de drenagem, a eliminação de contribuição de esgoto, e a instalação de muros de contraforte, telas grampeadas, chumbadores e cortinas atirantadas.

Ainda segundo a prefeitura, foram demolidas 34 casas em situação de risco ao longo da avenida e 34 famílias recebem aluguel social atualmente. Outras 17 construções, em que moram 30 famílias, também serão demolidas.

Galeria de Fotos

Rio, 07/03/2020, Reabertura da Avenida Niemeyer, Foto de Gilvan de Souza / Agencia O Dia Gilvan de Souza / Agencia O Dia
Rio, 07/03/2020, Reabertura da Avenida Niemeyer, Foto de Gilvan de Souza / Agencia O Dia Gilvan de Souza / Agencia O Dia
Rio, 07/03/2020, Reabertura da Avenida Niemeyer, Foto de Gilvan de Souza / Agencia O Dia Gilvan de Souza / Agencia O Dia
Rio, 07/03/2020, Reabertura da Avenida Niemeyer, Foto de Gilvan de Souza / Agencia O Dia Gilvan de Souza / Agencia O Dia
Rio, 07/03/2020, Reabertura da Avenida Niemeyer, Foto de Gilvan de Souza / Agencia O Dia Gilvan de Souza / Agencia O Dia
Rio, 07/03/2020, Reabertura da Avenida Niemeyer, Foto de Gilvan de Souza / Agencia O Dia Gilvan de Souza / Agencia O Dia
Rio, 07/03/2020, Reabertura da Avenida Niemeyer, Foto de Gilvan de Souza / Agencia O Dia Gilvan de Souza / Agencia O Dia
Rio, 07/03/2020, Reabertura da Avenida Niemeyer, Foto de Gilvan de Souza / Agencia O Dia Gilvan de Souza / Agencia O Dia
Rio, 07/03/2020, Reabertura da Avenida Niemeyer, Foto de Gilvan de Souza / Agencia O Dia Gilvan de Souza / Agencia O Dia
Rio, 07/03/2020, Reabertura da Avenida Niemeyer, Foto de Gilvan de Souza / Agencia O Dia Gilvan de Souza / Agencia O Dia
Av Niemeyer é reaberta neste sábado Anderson Justino
Em nota, o TJRJ afirmou que não vai se manifestar sobre a reabertura da Avenida Niemeyer. Cabe ao Ministério Público entrar ou não com recurso.

Em relação às declarações do prefeito Marcelo Crivella, o presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, desembargador Claudio de Mello Tavares, declarou "O Tribunal de Justiça lamenta as declarações do Sr. Prefeito do Município do Rio de Janeiro, uma vez que, no momento do deferimento da liminar, a situação de fato exigia a garantia da integridade física e do direito à vida da população carioca, ante omissão de setor da administração pública municipal", disse Claudio de Mello reafirmando o direito fundamental de acesso à Justiça.
Avenida foi fechada após fortes chuvas
Em fevereiro do ano passado, duas pessoas morreram após um deslizamento atingir dois ônibus na via. Na época, fortes chuvas atingiram a cidade do Rio. E após um segundo deslizamento, a via foi interditada em maio, por ordem judicial, a pedido do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro. Em junho, o motel Vip's, aberto há 48 anos, fechou as portas por conta da interdição. Mesmo com a via fechada para o tráfego de veículos, a Defesa Civil fez um cordão de isolamento no local.
Em janeiro, o prefeito do Rio, Marcelo Crivella, garantiu que a Avenida Niemeyer estava apta para a circulação de veículos. O chefe do executivo municipal disse que a prefeitura seguiu a determinação dos peritos do Ministério Público do Rio e que pediu a reabertura da via. Ao todo a prefeitura empregou R$ 34 milhões nas obras emergenciais de contenção das encostas em 56 pontos.

Comentários