Coronel reformado da Aeronáutica se recusa a sair da praia e agride PM; veja fotos

Caso aconteceu em Ipanema. O homem foi detido e encaminhado para a delegacia

Por O Dia

Homem é detido após se recusar a sair da Praia de Ipanema
Homem é detido após se recusar a sair da Praia de Ipanema -
Rio - Um tenente coronel reformado da Aeronáutica, identificado como Euro Brasilico, se recusou a deixar a praia de Ipanema e agrediu um dos PMs que fazia a ronda, na manhã desta segunda-feira, na Zona Sul do Rio. 
Segundo a polícia militar, agentes do 23ºBPM (Leblon) estavam em patrulhamento para impedir que pessoas andassem ou permanecessem na praia. Durante a abordagem, a equipe orientou os banhistas a se retirarem do local segundo o decreto de manter as praias vazias para a prevenção do novo coronavírus. 

Galeria de Fotos

Homem é detido após se recusar a sair da Praia de Ipanema AGNews
Homem é detido após se recusar a sair da Praia de Ipanema AGNews
Homem é detido após se recusar a sair da Praia de Ipanema AGNews
Homem é detido após se recusar a sair da Praia de Ipanema AGNews
Homem é detido após se recusar a sair da Praia de Ipanema AGNews
Homem é detido após se recusar a sair da Praia de Ipanema AGNews
Homem é detido após se recusar a sair da Praia de Ipanema AGNews
Homem é detido após se recusar a sair da Praia de Ipanema AGNews
Homem é detido após se recusar a sair da Praia de Ipanema AGNews
Homem é detido após se recusar a sair da Praia de Ipanema AGNews
O banhista, que estava acompanhado de sua mulher, foi abordado pelos policiais e se recusou a deixar o local alegando que não estava contaminado pelo covid-19. Segundo informações, sua esposa pediu para ele se retirar do local, mas o homem continuou resistindo e gritando que não sairia e que era coronel da FAB (Força Área Brasileira). O homem também teria afirmado que os agentes poderiam se prejudicar caso acontecesse algo com a sua mulher, "não vou sair, não põe a mão em mim, sou coronel da FAB e vocês podem se prejudicar caso minha esposa passe mal", falou ele. 
Os policiais chamaram uma viatura para encaminhar Euro para delegacia, quando ele agrediu um dos agentes na cabeça. O coronel também resistiu a prisão e teria alegado que os militares estavam seguindo uma ordem absurda, "vocês estão cumprindo uma ordem absurda, vocês são comunistas", teria dito ele. 
Ele foi detido e encaminhado para a 14ª DP e o caso foi registrado como desacato, desobediência e resistência.

Comentários