Parque Madureira e Piscinão de Ramos podem ser palco de novo evento da virada no Rio

Cristo Redentor, Morro da Urca e Forte de Copacabana também são cotados para o Réveillon, que terá show de luzes e queima de fogos reduzida

Por Luana Dandara

Segundo a Riotur, a ideia é promover, em diferentes bairros, um show de luzes e uma pequena queima de fogos no Réveillon
Segundo a Riotur, a ideia é promover, em diferentes bairros, um show de luzes e uma pequena queima de fogos no Réveillon -
Rio - Após anunciar, na sexta-feira, uma remodelação na festa de Réveillon na cidade, conforme noticiado em primeira mão pelo jornal O DIA, a Riotur já cogita o Piscinão de Ramos e o Parque Madureira como locais para receberem o novo evento da virada.
Segundo a Secretaria de Turismo, a ideia é promover, em diferentes bairros, um show de luzes e uma pequena queima de fogos, mais modesta do que os tradicionais 14 minutos multicoloridos na Praia de Copacabana à meia-noite. O Cristo Redentor, o Morro da Urca e o Forte de Copacabana também seriam palco do evento, com transmissão online e restrição de público.
As apresentações musicais, por sua vez, devem ser realizadas apenas por transmissão na internet, o que ajudaria a evitar aglomerações nessas regiões. A proposta será apresentada ainda esta semana e alinhada com o prefeito Marcelo Crivella.
Depois da reunião, a Riotur prometeu, então, conversar novamente com hotéis, bares e restaurantes da cidade para ouvir as demandas desses setores. No sábado, a ABIH criticou a decisão da prefeitura, que definiu como "unilateral".
Ainda de acordo com a secretaria, o projeto dependerá de investimento privado, pois a Prefeitura do Rio está sem recursos para investir no Réveillon. "Será uma virada enxuta, muito mais barata", definiu a Riotur. Em setembro, o novo modelo deve ser aberto para patrocínio.
Hotéis de Copacabana já estudam queima de fogos particular
Preocupados com a redução do tempo da queima de fogos em Copacabana e o possível cancelamento da atração, alguns hotéis da Avenida Atlântica avaliam promover um show particular de fogos para hóspedes e convidados.
No Rio Othon, serão feitas três festas em diferentes andares, tudo adaptado ao "novo normal". "Se de fato a prefeitura cancelar os fogos ou fizer algo pequeno, vamos promover uma queima de fogos de 12 minutos no 32º andar do hotel para nossos convidados", contou Marcelo Moraes, gerente de marketing e eventos do hotel. Em 15 dias, os ingressos devem começar a ser vendidos.

Comentários