Cozinheira morre por asfixia na casa onde trabalhava

Delegacia de Homicídios investiga o caso

Por O Dia

Gilmara: morte em investigação
Gilmara: morte em investigação -
Rio - A Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) investiga a morte da cozinheira Gilmara da Silva, de 45 anos. A mulher estava na casa onde trabalhava e foi levada para o hospital após ser encontrada caída no chão, na última quinta-feira. No atestado de óbito consta morte por asfixia mecânica. 
Em entrevista ao RJ1, da TV Globo, as filhas de Gilmara contaram que a mãe trabalhava na casa de dois idosos há um ano. Na quinta-feira, a cozinheira foi trabalhar normalmente e ao meio-dia, elas receberam a notícia de que a mulher estava internada na CTI do Hospital Cardoso Fontes, na Freguesia, Zona Oeste do Rio. 
"Quando chegamos lá, nós fomos surpreendidos pelos parentes, os filhos dos patrões. Disse que minha mãe foi encontrada no chão e eles fizeram de tudo para socorre-la e levá-la para hospital, mas ela chegou no hospital desacordada”, disse Michelle da Silva, uma das filhas, ao telejornal. 
De acordo com os parentes, funcionários do hospital, no entanto, falaram que Gilmara deu entrada na unidade de saúde morta. 
Segundo a Delegacia de Homicídios, as investigações estão em andamento para apurar as circunstâncias da morte. Os familiares foram ouvidos e diligências estão sendo realizadas.  

Galeria de Fotos

Gilmara: morte em investigação Reprodução
Gilmara da Silva Reprodução

Comentários