Estudante Artur Mineiro foi um dos poucos que compareceram à aula no primeiro dia de retomada na cidade do Rio, na última segunda-feira - Estefan Radovicz / Agência O Dia
Estudante Artur Mineiro foi um dos poucos que compareceram à aula no primeiro dia de retomada na cidade do Rio, na última segunda-feiraEstefan Radovicz / Agência O Dia
Por O Dia
Publicado 20/10/2020 12:58 | Atualizado 20/10/2020 13:27
A retomada das aulas presenciais seguirá em 12 cidades do estado do Rio. A lista começou com 18 municípios, mas o número foi caindo conforme a situação da Covid-19 se agravava em diversas regiões. Trajano de Morais e Macuco foram as primeiras a saírem do planejamento, seguidas de Macaé, São Francisco de Itabapoana e Carapebus, situados na Região Norte fluminense. A partir desta terça-feira, Italva também sai da relação por ter deixado de aderir à flexibilização, de acordo com a Secretaria de Educação. O retorno vale para as turmas da 3ª série do Ensino Médio, nas modalidades regular, técnico e de Educação de Jovens e Adultos (EJA - Fase IV).
A saída dos três municípios da região Norte do Rio de Janeiro se deu pela sua entrada para a bandeira laranja (risco moderado) de contágio da Covid-19. Para além das 12 cidades que aderem à volta até o momento, as atividades pedagógicas serão exclusivamente remotas no restante do estado, por decisão das prefeituras ou por conta da classificação laranja de contágio, como é o caso da Região Centro-Sul Fluminense. Ainda assim, todas as escolas da rede ficarão abertas para que os estudantes retirem o material didático, além do kit alimentação.
Publicidade
Serão 395 escolas estaduais com aulas presenciais em todo o estado. Juntas, essas unidades somam 60,8 mil alunos que poderão optar por voltar às aulas presenciais, segunda a Secretaria de Educação. Os municípios da lista de flexibilização são: Casimiro de Abreu; Duque de Caxias; Itatiaia; Mesquita; Miracema; Natividade; Nilópolis; Niterói; Piraí; Rio de Janeiro; São Pedro da Aldeia e Seropédica.
Na última segunda-feira (19), primeiro dia da retomada, a cidade do Rio de Janeiro teve movimento bem abaixo do costume nas escolas. Apenas 1600 estudantes e 77 professores compareceram ao retorno das atividades. No Colégio Amaro Cavalcanti, no Catete, Zona Sul, dos 56 alunos esperados nem 20 compareceram.
Publicidade
Dentro dos municípios que seguem com o retorno, 24 escolas não iniciarão suas aulas presenciais com as demais, uma vez que suas equipes de direção declararam fazer parte do grupo de risco da Covid. Ao longo da semana, a Secretaria de Educação providenciará uma solução administrativa para a retomada das atividades.
Veja os nomes das unidades escolares que não voltam esta semana:
Publicidade
Rio de Janeiro (19 escolas)
CE Agostinho Neto
CE Bangu
CE Barão de Santa Margarida
CE Barão do Rio Branco
CE Deborah Mendes De Moraes
CE Engenheiro João Thomé
CE Francisco Caldeira de Alvarenga
CE George Washington
CE Professor Ney Cidade Palmeiro
CE Professora Jeannette De Souza Coelho Mannarino
CE Professora Vilma Atanázio
CE Stuart Edgar Angel Jones
CE Júlia Kubitschek
CIEP 205 Frei Agostinho Fíncias
CE Chiquinha Gonzaga
CE João Alfredo
CE Souza Aguiar
CE André Maurois
CE Professor Antonio Maria Teixeira Filho

Niterói
Liceu Nilo Peçanha

Mesquita
CE Ana Neri

Casimiro de Abreu
CE Santa Maria
CE Indaiaçu
CE Rio Dourado