Polícia Civil prende integrantes de quadrilha especializada em roubos de cargas na Zona Norte do Rio  - Divulgação
Polícia Civil prende integrantes de quadrilha especializada em roubos de cargas na Zona Norte do Rio Divulgação
Por O Dia
Rio - Três criminosos morreram e outros três foram presos durante um confronto com agentes da Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas (DRFC) e Delegacia de Combate as Drogas (DCOD), nesta segunda-feira (18), no bairro Brás de Pina, Zona Norte do Rio. Após informações de inteligência, os agentes conseguiram interceptar o veículo. Segundo a Polícia Civil, os suspeitos estavam a caminho de roubar uma carga.
Os criminosos utilizavam na ação duas pistolas, um revólver, uma granada, uma réplica de fuzil além de coletes e roupas camufladas. O bando, pertencente a Favela Proença Rosa, de Honório Gurgel, é considerado uma das principais quadrilhas de roubos da capital.
Publicidade
Na operação, Wesllen do Carmo, o 'Parioca', Jeferson Ramos de Souza e Deyvd de Núncio Clemente da Silva, o 'Nego Léo' foram presos. 'Nego Léo' chegou a ficar ferido mas sobreviveu. 'Gustavo GT e 'Di Gato' morreram no confronto. Um outro homem também foi morto mas sua identidade não foi divulgada. 
Grupo especializado em roubos de cargas na Zona Norte do Rio

O grupo, além de pertencerem ao tráfico de drogas local, é responsável por de roubos praticados na Zona Norte do Rio. O líder por planejar e executar os roubos é Deyvid de Núncio Clemente da Silva, gerente do tráfico da comunidade. De acordo com informações preliminares, os bandidos mortos também são do tráfico da Proença Rosa. Entre eles, 'Di Gato' era responsável pela gerência de algumas bocas do tráfico de drogas da Proença Rosa e 'GT' era um dos homens de confiança de 'Nego Léo' para a prática de roubos na região.

Os presos vão responder pelos crimes de roubo tentado, resistência e associação criminosa. Na operação foram apreendidos um revólver, duas pistolas, uma réplica de fuzil e uma granada, além dos veículos que eram utilizados pela quadrilha. A Delegacia de Homicídios da Capital foi chamada para realizar a perícia de local.