Lamsa retomou a operação da Linha Amarela no último dia 5
Lamsa retomou a operação da Linha Amarela no último dia 5Divulgação / Lamsa
Por O Dia
Rio - A Lamsa informou que a partir da 0h da próxima sexta-feira, dia 12, a cobrança de pedágio, será restabelecida na Linha Amarela, no valor de R$ 7,20. Segundo a concessionária, a tarifa é fruto da suspensão da liminar que concedia à Lamsa o direito ao reajuste anual relativo a 2019. 
A concessionária retomou integralmente a operação no último dia 5, com os serviços médicos, socorro mecânico, além da manutenção na via expressa. A gestão da via estava com a prefeitura desde setembro do ano passado.
Publicidade
Em janeiro deste ano, a Justiça do Rio tinha dado 30 dias para que a prefeitura decidisse se prosseguiria com a encampação ou permitiria que a Lamsa reassumisse o contrato. O prefeito Eduardo Paes afirmou que não conseguiu chegar a um acordo com os operadores para reduzir o pedágio para R$ 3 e, por isso, decidiu retomar a concessão e relicitar a exploração da via com preços mais módicos.
O anúncio foi feito no dia 21 de fevereiro, quando a prefeitura afirmou ainda que manteria a suspensão da cobrança do pedágio. No dia seguinte, a Lamsa entrou com uma ação na Justiça do Rio para suspender o processo de retomada da operação da via expressa pela prefeitura.
Publicidade
Em setembro de 2020, o presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), o ministro Humberto Martins, autorizou a Prefeitura do Rio, sob gestão de Marcelo Crivella, a retomar a administração da via expressa. Em outubro, equipes da prefeitura, de forma unilateral, removeram as cancelas das cabines de cobrança de pedágio com retroescavadeiras.