Uerj vai vacinar grupos prioritários contra a covid-19 a partir desta segunda-feira
Uerj vai vacinar grupos prioritários contra a covid-19 a partir desta segunda-feiraTânia Rêgo/Agência Brasil
Por O Dia
Rio - O posto para pedestres no campus Maracanã da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) vai começar, a partir desta segunda-feira, a imunizar pessoas de 45 a 59 anos pertencentes aos grupos prioritários, seguindo o calendário por idade elaborado pela Prefeitura do Rio. Entre eles, estão indivíduos com comorbidades e deficiências permanentes, conforme lista do Plano Nacional de Imunização (PNI), além de trabalhadores da ativa da saúde, educação, serviços de limpeza urbana, motoristas e cobradores de ônibus e transporte escolar, policiais civis e militares, guardas municipais, bombeiros e agentes penitenciários. A vacinação acontece de segunda a sexta-feira, das 9h às 15h.
Professores, técnicos administrativos e terceirizados da Uerj que estejam na ativa incluem-se na categoria de trabalhadores da educação e poderão ser imunizados no campus Maracanã ou em outros locais da rede municipal de vacinação. Para atender aos diversos públicos, a universidade ampliou a estrutura montada em frente à Concha Acústica Marielle Franco, que conta agora com o dobro da equipe de vacinadores, envolvendo o corpo de enfermeiros e técnicos do Hospital Universitário Pedro Ernesto (Hupe), além de docentes, residentes e estudantes voluntários.
Publicidade
De acordo com a pró-reitora de Extensão e Cultura, Cláudia Gonçalves, a expectativa é que haja um fluxo maior de pessoas procurando a Uerj para se imunizar, por isso a necessidade de criar uma logística especial para o atendimento.
"Nós vamos vacinar todo esse grupo prioritário seguindo a regra fundamental que é a idade, sem flexibilização, começando com 59 anos e assim sucessivamente a cada dois dias ", afirmou Cláudia.
Publicidade
A entrada para o posto de pedestres da Uerj é pelo portão 1 da Avenida Radial Oeste, ao lado do acesso às estações de trem e metrô. Quem for de carro pode entrar pelo portão 7 da Avenida Radial Oeste e estacionar na área ao lado do Teatro Odylo Costa, filho.
Vacinação solidária
Publicidade
A universidade participa da campanha Rio contra a Fome, arrecadando itens de cesta básica para organizações da sociedade civil que atuam em favelas e periferias da cidade. Vale contribuir com alimentos não perecíveis, material de limpeza e higiene pessoal, além de álcool em gel.
Documentos exigidos para a vacinação dos grupos prioritários
Publicidade
Todos devem levar documento de identidade, número do CPF e, se possível, caderneta de vacinação.
Pessoas com comorbidades - laudo ou atestado que comprove a comorbidade, contendo a assinatura do médico ou QR Code para validação de autenticidade no modelo Cremerj. Serão aceitas também as três últimas receitas médicas do remédio utilizado. Entre as comorbidades descritas como prioritárias estão diabetes mellitus, hipertensão arterial, doenças cardiovasculares e renais crônicas.
Publicidade
Pessoas com deficiência permanente - laudo médico ou receituário que comprove a condição ou cartão de gratuidade no transporte público. Estão incluídas as deficiências físicas, auditivas, intelectuais, psicossociais, visuais, múltiplas e transtorno do espectro autista.
Trabalhadores dos grupos prioritários (devem estar na ativa) – contracheque comprovando vínculo com a profissão e local de trabalho, ou declaração assinada do estabelecimento em que atuam. É preciso observar atentamente o calendário por idade divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde.
Publicidade