DJ MAM esteve caracterizado como um indígena Jedi, personagem que já é marca do artistaDivulgação

Rio - Com o tema "Celebre a Esperança", a parte musical no Réveillon na Praia de Copacabana foi comandada pelo DJ MAM. O artista carioca se apresentou, mas não ficou visível ao público, que acompanhou a performance pelas 25 torres de som que foram montadas na orla. A transmissão também ocorreu ao vivo nas redes sociais da Prefeitura e fez parte das medidas adotadas para desestimular aglomerações na cidade.
DJ MAM esteve caracterizado como um indígena Jedi, personagem que já é marca do artista. A trilha incluiu bossa nova, samba e MPB, entre outros estilos brasileiros em versões mais suaves.
Por volta das 21h20 desta sexta-feira, 31, após cerca de uma hora e meia de apresentação, a transmissão on-line foi suspensa no YouTube. A plataforma, que não exibiu o motivo da queda, apenas informou que o vídeo foi interrompido por violações de política. O show não parou na praia e nem nas exibições ao vivo feitas pelo Instagram da Riotur.
Pouco antes da virada do ano, a cantora Teresa Cristina também teve um manifesto transmitido pelas torres de som da praia e pelas redes sociais. Na fala, a artista reproduziu palavras de incentivo à vida.
“Toda virada de ano a gente se enche de esperança. Esperança, essa certeza de que é possível realizar tudo o que desejarmos. Então, vambora. Se a gente quer ser feliz amanhã, que tal começarmos hoje?”, disse a artista durante a transmissão.