MSC identifica grupo com suspeita de covid-19 cruzeiro atracado na Região dos LagosDivulgação

Rio - Um dia após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendar a suspensão da temporada de transatlânticos, novos casos de suspeita de covid-19 foram registrados a bordo de um navio de cruzeiro, desta vez no MSC Preziosa, que estava na Região dos Lagos do Rio. A empresa responsável pelo navio emitiu nota confirmando os casos.

"(...) identificamos um pequeno número de casos de covid-19 entre as pessoas que estão a bordo do MSC Preziosa, que representa 0,6% do total da população a bordo", informou a empresa. "Todos os casos são assintomáticos ou com sintomas leves".

A companhia identificou os casos na rotina de monitoramento de saúde, que inclui testagens frequentes e diárias de 10% dos hóspedes e tripulantes. O grupo foi isolado em uma seção dedicada e separada do navio, em cabines com varanda, seguindo as medidas previstas para este tipo de situação.

A reportagem de O DIA procurou a Anvisa para saber se está investigando o caso, mas até o momento não obteve resposta.
Outros casos
Na sexta-feira, outro navio da empresa, o MSC Splendida, atracado no Porto de Santos, em São Paulo, precisou interromper a atividade de embarque após a ocorrência de casos positivos de covid-19 em 51 tripulantes e 27 passageiros. Outras 54 pessoas tiveram contato com eles. Todos receberam permissão de desembarque em veículos específicos e seguem em monitoramento pelas autoridades sanitárias.
Após a confirmação de 68 casos de covid-19 entre passageiros e tripulantes do navio Costa Diadema, da Costa Cruzeiros, que ficou atracado em Salvador, a Anvisa suspendeu as atividades da embarcação. O navio deverá retornar ao Porto de Santos, onde todos os passageiros e tripulantes devem desembarcar. A agência determinou ainda que o Costa Diadema permaneça em quarentena e não realize novas operações.
O passeio previsto para durar até 3 de janeiro foi interrompido, assim como a programação a bordo. A Anvisa determinou que, até o desembarque completo dos viajantes no destino final, em Santos, todos os embarcados devem reforçar a atenção quanto aos protocolos de redução do risco de transmissão do Sars-CoV-2.
Os passageiros que testaram positivo para covid-19 ficarão em isolamento em hotéis já reservados pela operadora do cruzeiro. Moradores da cidade de Salvador também foram autorizados a desembarcar na capital baiana.
Segundo a Anvisa, a grande maioria dos passageiros que testaram positivo para covid-19 é assintomática. Apenas algumas pessoas apresentam sintomas leves. Após o desembarque em Santos, todos os passageiros devem ser testados.

A saída do Costa Diadema do Porto de Santos só poderá ocorrer após nova manifestação da Anvisa.