Cidade de Petrópolis, na Região Serrana do RJ, fortemente atingidas por chuvas na última terça (15/02). Ludmila Lopes (RC24h)

Rio - O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) criou um Gabinete de Crise para articular frentes diferenciadas de atuação, mobilizadas para o enfrentamento dos graves problemas causados pelo forte temporal que atingiu a cidade de Petrópolis, na Região Serrana do Rio, nesta terça (15).

De acordo com o órgão, o objetivo é agilizar o processo de identificação dos corpos de vítimas da tragédia, acompanhar as necessidades mais urgentes da população em pontos de apoio que recebem os desabrigados, monitorar novos riscos junto aos órgãos competentes e atuar na localização de desaparecidos. O MPRJ também informa que fará campanha para arrecadação e distribuição de doações de alimentos, roupas, etc.

Para as tomadas de decisões e auxílio às vítimas, agirão em ação conjunta as seguintes coordenações: de Meio Ambiente, Cidadania, Promoção da Dignidade da Pessoa Humana e Atuação Coletiva Especializada; os grupos de trabalho de Segurança Hídrica e de Segurança Humana, além da Ouvidoria e do Centro Regional de Apoio Administrativo Institucional (CRAAI) de Petrópolis. "Eles darão todo o apoio necessário para os promotores de Justiça com atribuição para atuar na cidade", informa a nota do MPRJ.

O órgão afirmou que já no início da manhã desta quarta-feira (16), integrantes do Grupo de Trabalho de Segurança Humana do MPRJ já se deslocaram ao Município de Petrópolis, e que serão deslocados para a cidade outros procuradores, promotores e equipes técnicas ainda na tarde de hoje. “ Além de apoiar o trabalho dos promotores da região, as equipes percorrerão os 16 pontos de apoio para fiscalizar e entender as necessidades mais urgentes da população”, diz a nota.

Também em uma reunião de emergência, que aconteceu na manhã desta quarta, a procuradoria-geral de Justiça manifestou solidariedade à população local e mobilizando as estruturas para auxiliar o trabalho das promotorias de Petrópolis. "Nossa estrutura vai dar prioridade absoluta para essa tragédia. Nossa intenção é prestar todo o apoio necessário aos colegas, ao município e à população afetada", afirmou Luciano Mattos.

Desde a noite de terça, quando foi detectada a necessidade ações emergenciais por conta do forte temporal na cidade serrana, o Programa de Localização e Identificação de Desaparecidos do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (PLID/MPRJ) concentra o recebimento de informações sobre pessoas desaparecidas na cidade.
Os canais para solicitações são Telefone: (21) 2262-1049 ou (21) 2220-5810; o e-mail [email protected] e o site www.mprj.mp.br/todos-projetos/plid.