As 16 vagas do CTI do Heat estão ocupadas. Outros seis leitos de terapia intensiva foram destinados para receber novos pacientes. O hospital também mantém 20 leitos de enfermarias para Covid, sendo seis criados esta semana
As 16 vagas do CTI do Heat estão ocupadas. Outros seis leitos de terapia intensiva foram destinados para receber novos pacientes. O hospital também mantém 20 leitos de enfermarias para Covid, sendo seis criados esta semanaDivulgação
Por Irma Lasmar
SÃO GONÇALO - Devido ao aumento no número de internações por Covid-19, o Hospital Estadual Alberto Torres (Heat) mudou as regras para acompanhantes e visitantes dos demais pacientes internados com outras doenças, com o objetivo de garantir a segurança sanitária deles e de seus familiares, além dos funcionários. A partir desta quarta-feira (24), serão liberados para ficar junto ao internado apenas os acompanhantes em casos específicos, previstos pela legislação e com devidas restrições. O novo protocolo não é para pacientes com coronavírus, que já não têm direito a acompanhantes nem visitantes, ficando desde o início em isolamento total.
A medida foi tomada após a ocupação dos leitos destinados a doentes de Covid ultrapassar os 100%. As 16 vagas do Centro de Tratamento Intensivo (CTI) do Heat estão ocupadas. A unidade destinou outros seis leitos de terapia intensiva para receber novos pacientes. O hospital também mantém agora 20 leitos de enfermaria para casos de Covid, sendo seis deles criados esta semana.
Publicidade
“A demanda de pacientes que procura o Hospital Alberto Torres e a UPA do Colubandê vem crescendo nos últimos dias. Estamos trabalhando acima da nossa capacidade para não deixar ninguém sem assistência, mas temos que tomar medidas, como a restrição parcial das visitas aos demais pacientes internados por outras doenças, para evitar o aumento da contaminação”, explicou o diretor Raphael Riodades.
Riodades garante que os familiares continuarão recebendo notícias dos seus pacientes através de ligação telefônica ou pessoalmente. “Todos os dias, às 11 horas, a equipe médica conversa com um familiar na área de convivência das unidades de saúde e nas recepções da unidade de internação e CTIs. Nosso maior objetivo hoje é evitar a circulação de mais pessoas dentro dos hospitais e consequentemente sua possível contaminação”, disse o diretor do Heat.