Também foi discutida uma cooperação futura com a PRF para que a Prefeitura ofereça apoio e atendimento a vítimas de pedofilia e cyberpedofilia
Também foi discutida uma cooperação futura com a PRF para que a Prefeitura ofereça apoio e atendimento a vítimas de pedofilia e cyberpedofiliaDivulgação
Por Irma Lasmar
SÃO GONÇALO - O prefeito Capitão Nelson se reuniu com representantes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) para discutir ações integradas na área da segurança pública. Entre elas, o aumento do monitoramento policial, especialmente nos acessos à cidade e no trecho da Rodovia BR-101, que corta o município, com áreas conflagradas pelo tráfico de drogas e com alto índice de roubos de carga.
“Sozinhos não podemos implementar ações mais complexas, mas agindo integrados com as forças de segurança estaduais e federais temos tudo para melhorar a qualidade de vida do cidadão gonçalense, e de quem transita pela BR-101, levando à redução dos índices de violência”, disse Nelson, que declara a segurança pública como uma de suas prioridades desde a campanha eleitoral, no ano passado.
Publicidade
O secretário de Ordem Pública, major David Ricardo, enumerou seus primeiros movimentos para reforçar o patrulhamento na cidade, mas destacou também que a integração é fundamental para reduzir a criminalidade.
“São Gonçalo tem a BR-101, que é uma importante via de acesso, cercada por diversas áreas conflagradas pelo crime. Seguindo a determinação do prefeito Capitão Nelson, a Secretaria de Ordem Pública busca essa integração, que tem tudo para gerar resultados positivos”, ratificou.
Publicidade
A inspetora Renata Dutra, chefe da 2ª Delegacia de Polícia Rodoviária Federal, também defendeu a aliança do órgão com a Prefeitura. “Nunca houve uma parceria efetiva entre PRF e governo municipal, de troca de informações e ajuda mútua. É uma parceria fundamental, em que a sociedade só tem a ganhar”, disse. Participaram da reunião Marcos Madeira, chefe operacional da 2ª Delegacia da PRF, e Rodrigo Moreira, chefe operacional substituto na 2ª Delegacia da PRF.
Também foi discutida, no encontro, uma cooperação futura com a PRF para que a Prefeitura ofereça apoio e atendimento a vítimas de pedofilia. Atualmente, a Polícia Rodoviária realiza o combate a este crime, com base na Lei Maura de Oliveira (nº 9234/2021), que prevê a elaboração de um cadastro estadual de pedófilos e cyberpedófilos, reunindo informações relativas a condenados e procurados. O município ficaria encarregado de oferecer abrigos, com acolhimento às vítimas encontradas durante as abordagens na estrada.