Homem foi encontrado em casa, no distrito de Monte Alto
Homem foi encontrado em casa, no distrito de Monte AltoFoto: Divulgação
Por O Dia
ARRAIAL DO CABO – Um homem que estava foragido da Justiça, por suspeita de participação na tentativa de homicídio contra o policial militar Rodolfo José de Souza Brito, foi preso nessa segunda-feira (8), em Arraial do Cabo, na Região dos Lagos do Rio. Segundo a Polícia Militar, o foragido Edson Rodrigo Santos Luiz, de 35 anos, conhecido como Faixa Rosa, foi encontrado em uma casa, apontada como local de esconderijo de criminosos, no distrito de Monte Alto.
De acordo com a PM, agentes faziam um patrulhamento na localidade, quando observaram uma movimentação suspeita no local, e, ao entrarem no imóvel, encontraram o Faixa Rosa. O suspeito, que havia um mandado de prisão em aberto contra ele, foi levado para a 132ª Delegacia Policial, onde permaneceu detido. O DIA não conseguiu contato com a defesa do preso, que vai responder pelo crime de tentativa de homicídio.
Publicidade
Cabo Rodolfo José de Souza Brito foi baleado no dia 8 de fevereiro - Foto: Reprodução / Redes Sociais
Cabo Rodolfo José de Souza Brito foi baleado no dia 8 de fevereiroFoto: Reprodução / Redes Sociais
De acordo com as investigações da Polícia Civil, outros três criminosos suspeitos de participação do atentado com o policial militar continuam foragidos. São eles: Cristiano Pereira Júnior, o Soneca, de 22 anos; Lorran Mendonça da Silva, o 2T ou Tico ou Tico Tico, de 18; e Ronisson Rodrigo Ferreira da Silva, o Di Raça, de 23.
Publicidade
RELEMBRE O CASO

O crime aconteceu na madrugada do dia 8 de fevereiro, após o cabo Rodolfo José de Souza Brito e um colega de farda serem acionados para verificar uma denúncia de tráfico de drogas no distrito de Monte Alto, em Arraial do Cabo. Ao chegar ao local, o PM acabou sendo atingido por pelo menos quatro tiros disparados por criminosos. Ele foi socorrido, levado para um hospital da cidade e transferido para o Hospital Estadual Alberto Torres (Heat), em São Gonçalo, onde continua internado.
O DIA entrou em contato com a Secretaria de Estado de Saúde (SES) e aguarda informações sobre o estado de saúde da vítima.