Muspe faz sabatina com pré-candidatos ao governo do estado

Até o momento, seis políticos confirmaram participação no evento, que ocorrerá entre os dias 6 e 8 de junho, no Club Municipal, na Tijuca

Por PALOMA SAVEDRA

Palácio Guanabara
Palácio Guanabara -

Rio - De olho no futuro do setor público no Rio, o Movimento Unificado dos Servidores Estaduais (Muspe), composto por mais de 40 entidades, fará uma sabatina na próxima semana com alguns pré-candidatos ao governo do estado. Até o momento, seis políticos confirmaram participação no evento, que ocorrerá entre os dias 6 e 8 de junho, no Club Municipal, na Tijuca.

No dia 6 (quarta-feira), o debate será com o procurador de Justiça Mendelssohn Kieling (PMB). Já na quinta-feira estarão presentes Pedro Fernandes (PDT); Leonardo Giordano (PCdoB) e André Monteiro (PRTB). E, na sexta-feira, os servidores vão ouvir as propostas que Tarcísio Mota (Psol) e Wilson José Witzel (PSC), ex-juiz federal, têm para o estado.

Após um período em que enfrentaram atrasos salariais em meio à maior crise financeira do Rio, as categorias pretendem focar nos projetos que os pré-candidatos têm para o funcionalismo.

"Como servidores do estado, temos uma visão por dentro de tudo que nos impede de prestar um serviço melhor à população e é sobre isso que queremos dialogar. O objetivo é saber qual a visão de cada candidato para o setor e os planos para dar mais transparência à gestão pública", detalhou Bruna Werneck, integrante do Muspe e vice-presidente do Sindicato dos Servidores da Fundação Cecierj (SindCecierj).

A Coluna confirmou a participação de todos os nomes citados pelo Muspe.

Outras respostas

O Muspe informou que ainda aguarda respostas da participação de Romário (Podemos), Garotinho (PRB) e Eduardo Paes (DEM). Os servidores disseram ainda que Índio da Costa (PSD) recusou o convite para a sabatina. A assessoria de Índio, por sua vez, afirmou à Coluna que ele não recebeu o pedido e que, "de toda forma, o candidato só irá a debates depois da convenção".

Propostas do funcionalismo

O presidente da Associação dos Servidores do Ministério Público (Assemperj), Flávio Sueth, afirmou que a necessidade de ouvir os pré-candidatos se faz urgente. "Depois do caos gerado pelas últimas gestões, que se comprova pelo parecer contrário do TCE-RJ às contas de 2016 e 2017, precisamos debater e apresentar a visão dos servidores sobre as saídas para o futuro do estado".

Investimentos no setor

Presidente do Sindicato dos Policiais Civis (Sindpol-RJ), Márcio Garcia frisou que as categorias pedem investimentos. "Com a sabatina, queremos dar transparência sobre a política que será adotada para o servidor. E vamos cobrar um compromisso para retomada de investimentos voltados para a prestação de serviços à população", declarou.

 

Comentários

Últimas de Servidor