Líder do governo na Alerj costura ampliação de base aliada

Por PALOMA SAVEDRA

Márcio Pacheco (à esquerda), e, ao lado, Rodrigo Amorim (PSL)
Márcio Pacheco (à esquerda), e, ao lado, Rodrigo Amorim (PSL) -

A reunião que o líder do governo na Alerj, Márcio Pacheco (PSC), fez na semana passada com boa parte dos parlamentares começa a 'render frutos'. À Coluna, Pacheco disse que está ampliando e formando uma base sólida. E uma das estratégias para isso é sua postura "pacificadora", como o próprio deputado ressaltou.

Mas, na prática, as formações das comissões são determinantes para a 'conciliação' no Legislativo. E a costura que Pacheco vem fazendo soma-se à articulação que levou à eleição de André Ceciliano (PT) para a presidência da Casa.

Pacheco, que antes desejava ser presidente da Comissão de Constituição e Justiça, recuou e Gustavo Tutuca (MDB) terá o cargo. Rodrigo Amorim (PSL), que optou pela abstenção na votação para a presidência da Alerj, ficará à frente da Comissão de Orçamento.

 

Comentários