Prefeitura do Rio suspende benefícios de servidores em teletrabalho

Segundo o governo municipal, vale-refeição e vale-alimentação estão fora desse corte temporário

Por O Dia

Governo do prefeito Marcelo Crivella adotou teletrabalho para algumas categorias; servidores terão suspensão temporária do vale-transporte
Governo do prefeito Marcelo Crivella adotou teletrabalho para algumas categorias; servidores terão suspensão temporária do vale-transporte -
A Prefeitura do Rio de Janeiro decidiu suspender temporariamente o pagamento de alguns benefícios dos servidores públicos que estão em teletrabalho. Essa modalidade de trabalho foi adotada para algumas categorias, em decorrência da pandemia do novo coronavírus. O governo municipal informou por nota oficial que os cortes, nesse período de crise, são do vale-transporte e das horas extras.
A prefeitura afirmou ainda, por meio de nota, que o vale-refeição e o vale-alimentação não serão suspensos. Ou seja, tanto os funcionários afastados (por licença) quanto os que estão em trabalho remoto terão esses pagamentos mantidos, segundo o governo.
Desde ontem (quarta-feira), as categorias do funcionalismo municipal têm discutido os cortes e pedido informações oficiais. Alguns comunicados foram feitos a setores de RH e a direção de algumas unidades escolares. E os documentos circularam em grupos de WhatsApp e redes sociais de servidores. 
A coluna também questionou o município, que, nesta quinta-feira, enviou um comunicado oficial.
Confira a nota da prefeitura na íntegra:
"A Prefeitura do Rio esclarece que não serão suspensos o vale refeição e o vale alimentação dos servidores municipais __ mesmo daqueles que estiverem em casa, em teletrabalho ou afastados por apresentar riscos de contrair Covid-19. O vale refeição e o vale alimentação estão mantidos, portanto, para todos os servidores.

O que está temporariamente suspenso, nesse momento de grave crise financeira para a Prefeitura, é o vale transporte e as horas extras, devido ao fato de as pessoas em teletrabalho não saírem de suas casas nem estarem cumprindo horas extras no exercício de suas funções".

Comentários