Estado garante pagamento do salário de junho até o dia 14

Em meio à crise financeira, secretário de Fazenda diz que não haverá atraso; antecipação do crédito é possível

Por PALOMA SAVEDRA

Secretário Guilherme Mercês prepara medidas para aumento de receita que podem garantir próximas folhas
Secretário Guilherme Mercês prepara medidas para aumento de receita que podem garantir próximas folhas -

Apesar da crise financeira que se agravou com a pandemia do novo coronavírus, o pagamento dos salários de junho do funcionalismo do Estado do Rio de Janeiro sairá no prazo oficial, que é o 10º dia útil do mês seguinte ao trabalhado. Ou seja, os 470 mil servidores ativos, aposentados e pensionistas do estado receberão os vencimentos até o próximo dia 14. A garantia foi dada à coluna pelo secretário de Fazenda, Guilherme Mercês.

O titular da pasta não descarta ainda a possibilidade de antecipar o crédito, mas, por enquanto, não há como cravar. "O pagamento em dia do salário de junho está garantido. E vou fazer todo esforço possível para antecipar", disse Mercês.

De acordo com os últimos meses, a folha salarial líquida de todo o funcionalismo (incluindo aposentados e pensionistas) gira em torno de R$ 1,7 bilhão. O depósito será feito integralmente com recursos da arrecadação do Tesouro Estadual.

 

Comentários