Prefeito Eduardo Paes participou da cerimônia de abertura do ano legislativo na Câmara do Rio, ao lado do presidente da Casa, Carlo Caiado - Beth Santos/Prefeitura do Rio
Prefeito Eduardo Paes participou da cerimônia de abertura do ano legislativo na Câmara do Rio, ao lado do presidente da Casa, Carlo CaiadoBeth Santos/Prefeitura do Rio
Por PALOMA SAVEDRA
O prefeito do Rio, Eduardo Paes (DEM), informou, nesta quinta-feira, que enviará na semana que vem à Câmara Municipal o prometido pacote de austeridade com um conjunto de medidas econômicas, como as reformas tributária e da previdência. Paes confirmou ainda que, junto com essas propostas, também chegará ao Legislativo o projeto para armar a Guarda Municipal.
O chefe do Executivo carioca, no entanto, disse que o texto que trata das mudanças das regras previdenciárias ainda está sendo fechado. E não cravou se irá propor o aumento da alíquota de contribuição de 11% para 14%.
Publicidade
"Todas as medidas da previdência vamos mostrar a vocês na semana que vem", declarou Paes à imprensa, após a cerimônia de abertura do ano legislativo na Câmara Municipal.
O prefeito entregará as mensagens na segunda-feira, mesmo dia em que será realizado um encontro com os vereadores, como a coluna informou no dia 11. E acrescentou que, em relação ao projeto de Emergência Fiscal, a ideia é "criar gatilhos" para o cumprimento da lei, evitando brechas que implicam no aumento de gastos públicos.
Publicidade
Ele ressaltou ainda que "as medidas de emergência fiscal já começaram a ser tomadas desde 1° de janeiro", com a diminuição de cargos.