Casagrande Reprodução Internet

Por O Dia
Rio - Casagrande criticou duramente a CBF por não paralisar as competições em virtude do aumento de mortes por Covid-19. Durante o "Globo Esporte" desta quarta-feira, ele detonou a posição da entidade e questionou as declarações do secretário-geral Walter Feldman.
"Esse depoimento do secretário-geral da CBF é um absurdo. Como que alguém garante que nenhum atleta tenha sido infectado dentro de campo? O Corinthians teve um surto de covid e vai acontecer com outros clubes. Agora com a Copa do Brasil, com o país todo em crise, ontem morreu 1.954 pessoas em 24 horas. Nós vamos passar de 2 mil no final da semana. E o futebol funcionando como se nada estivesse acontecendo. Não dá para entender o que esses caras da CBF pensam tampouco as pessoas das federações", afirmou.
Publicidade
"A preocupação é ganhar dinheiro. Se os atletas pegarem covid, pouco importa. Se não estiver apto a jogar, entra outro. É assim que esses caras pensam. Jogador é ser humano. Esses caras não respeitam a vida do jogador de futebol", completou.