Ao lado da família, Carli recebeu um quadro em homenagem ao recorde de jogos pelo Botafogo como estrangeiroVitor Silva/Botafogo

Ao participar da vitória por 3 a 0 sobre o Ceilândia no Nilton Santos, pela Copa do Brasil, Joel Carli tornou-se o estrangeiro com mais partidas com a camisa do Botafogo: 181, superando o compatriota Rodolfo Fischer, com 180 na década de 70. O argentino de 35 anos recebeu um quadro como homenagem do clube antes do duelo, e depois recordou sua caminhada até a marca histórica, com direito a título do Carioca de 2018, saída inesperada e retornou com a conquista da Série B.
"É um dia muito especial porque, quando cheguei aqui em 2016, nunca imaginei alcançar esse número tão significante. Mas, com o passar dos jogos, comecei a sonhar com essa marca. Fui mandado embora, coisa que não esperava, voltei para a Série B, dando sucesso. Sou apaixonado por esse clube e chegar nessa marca, entrar na história dessa torcida me faz muito feliz", disse Carli.
Além da homenagem do Botafogo, o experiente zagueiro também teve direito a muitos elogios de Luís Castro. Apesar do pouco tempo de convivência, o comandante alvinegro já pôde identificar muitas qualidades em Carli e aposta nele como um grande treinador no futuro.
"Jogadores que dão tudo aos clubes, que se entregam por completo às causas, isso causa grande impacto. É um jogador de valores, um bom líder, penso que poderá ser no futuro um bom treinador devido à forma como olha, como se move, como fala. Para mim, é um prazer enorme trabalhar com o Carli. Admiro pela forma séria como trabalha e acho um ser humano de bons valores", elogiou Luís Castro.