Lisca, técnico do América-MG
Lisca, técnico do América-MGDivulgação
Por MH

A pandemia segue fazendo estragos, com o vírus desafiando a todos e fazendo vítimas fatais. As providências são todas paliativas e, enquanto a população não estiver vacinada, o que não acontecerá tão cedo, a ameaça será real. Fingir que não está acontecendo e sair por aí desafiando o perigo não é coisa de valente e sim de inconsequente, irresponsável. Lisca Doido (foto), técnico do América Mineiro, clamou por bom senso quando soube que a Copa do Brasil começaria disparando pelo Brasil quarenta delegações, cada uma com trinta pessoas, pelo menos, fora árbitro, auxiliares, jornalistas, delegados e todos os demais envolvidos. Sua voz isolada pelo menos provocou debates, polêmica. Pode não ter sensibilizado a CBF, amarrada ao calendário e a compromissos comerciais, mas marcou posição e teve a adesão das pessoas de bom senso. A situação do momento não é grave, é gravíssima. Fingir que não vê é a pior forma de enfrentá-la.

DECISÃO
Publicidade
O Palmeiras entrará na decisão da Copa do Brasil 2020, hoje, às 18h, no Allianz Parque, com a vantagem de jogar com dois resultados — empate e vitória. O Grêmio precisará vencer por dois gols ou mais para ficar com a taça. Vitória por um gol, qualquer que seja o resultado, levará a decisão do torneio aos pênaltis. Renato preparou o time gaúcho para jogar contra o relógio. O problema é que o Palmeiras tem no contra-ataque rápido a sua melhor arma e poderá decidir a partida numa única escapada. Briga boa na final.
Publicidade
PEDALADAS
O Vasco jogando cargas ao mar para que a Caravela possa enfrentar os mares revoltos da Segunda Divisão do Campeonato Brasileiro. O custo do departamento de futebol precisa ser reduzido a menos da metade.
Publicidade
Sufocado por compromissos comerciais, o Comitê Organizador da Olimpíada de Tóquio confirma a realização dos Jogos como se não houvesse pandemia do novo coronavírus, enquanto todos os fatos recomendam cautela.
Publicidade
BOLA DENTRO
É melhor e mais barato um árbitro errando sozinho do que a patota anulando gols por impedimentos por unha encravada ou sinalizando pênaltis imaginários.
Publicidade
BOLA FORA
Publicidade
Fifa e Conmebol em pânico com o atraso nas Eliminatórias Sul-Americanas. Restrições para as viagens de jogadores e seleções tornam cada vez mais difícil achar soluções.
Você pode gostar
Comentários