Marcelo Cabo
Marcelo CaboRAFAEL RIBEIROvasco
Por O Dia
Marcelo Cabo chegou ao Vasco para fazer o seu primeiro trabalho em um time grande no estado onde nasceu. São 17 anos de carreira à beira do campo e se preparando para esta chance que, ele mesmo diz, é a da vida dele até aqui. O Vasco, após a queda para a Série B, trocou a diretoria e recebeu o executivo Alexandre Pássaro, ex-São Paulo. O presidente Jorge Salgado ficou quase quatro meses sumido, mas, quando apareceu, foi para pagar os salários. Tantos fatos vêm culminando em duas classificações nas primeiras fases da Copa do Brasil e um trabalho invicto de Cabo. O Vasco tem um time mais barato, melhor e que vem aproveitando os jogadores da base junto ao elenco que já estava por lá. Esse time joga bola. Não há mais Canodependência. Jogadores como Gabriel Pec, Galarza, Lucão e Andrey vêm correspondendo à altura o nome de "base forte" que São Januário sempre carregou. É cedo, mas já é possível ver evolução e a perspectiva de que essa equipe vai brigar pelo acesso na Série B.
 
Publicidade
NADA FEITO
A Justiça determinou que o lockdown vai voltar no Distrito Federal. Com isso, o Flamengo não sabe se vai conseguir jogar a Supercopa do Brasil contra o Palmeiras, no domingo, num dos jogos mais esperados do ano no Brasil. O país chegou a mais de 4 mil mortos, mas o Rubro-Negro ainda acredita que o jogo será realizado no Mané Garrincha. A Recopa Sul-Americana também estava marcada para lá e está ameaçada para o Palmeiras. Complicado...
RECADO AOS TRICOLORES
Publicidade
O sorteio da Libertadores vai ter uma novidade para os tricolores. O Boteco Brahma vai juntar Alexandre Araújo, Toni Platão, Fred, Mário Bittencourt e Roger Machado às 12h numa Live exclusiva para os torcedores do Fluminense. Oportunidade legal para ouvir quem vai liderar a equipe nesta competição tão almejada pelo clube. Grande fase!
ESFRIOU
Publicidade
Botafogo e Athletico-PR parecem longe do acordo pelo atacante Matheus Babi, de 23 anos. E eu acho que, depois dessa novela inteira, ele vai ficar mesmo no Alvinegro. Creio ainda que ele vai conseguir trilhar uma boa Série B no Campeonato Brasileiro e ser um ponto crucial nessa recuperação do Fogão como clube de futebol e instituição. Fica a dica...