A Reta de Piranema, esburacada, sem acostamentos, assustadora tanto de dia quanto de noite: recuperação aguardada há muitos anos
A Reta de Piranema, esburacada, sem acostamentos, assustadora tanto de dia quanto de noite: recuperação aguardada há muitos anosReprodução internet - Google Maps
Por Jupy Junior
ITAGUAÍ – Entre capotagens, colisões, atropelamentos e quedas de veículos, a rodovia Prefeito Abeilard Goulart de Souza, a RJ-099 – conhecida como Reta de Piranema – teve 15 ocorrências em 2020, de acordo com o Corpo de Bombeiros. Algumas vidas ali se foram. Perigosa, escura, sinistra em vários pontos, esburacada: a Reta de Piranema, importante ligação de Itaguaí a Seropédica, causa medo e irritação nos motoristas e na população de ambos os municípios. Mas uma boa notícia trouxe alento: a via passará por uma grande reforma, conforme anunciou o governador em exercício Cláudio Castro no dia 5 de março, em solenidade que compôs a agenda do “Governo Presente” em Itaguaí.
A obras recuperam também a esperança de dias melhores para quem precisa trafegar com frequência pela “Reta do medo” e para o desenvolvimento das duas cidades, pois é por ali que se faz um dos corredores logísticos relevantes para o escoamento da produção do Porto de Itaguaí. São 13,5 quilômetros que integram também os municípios da Costa Verde à zona oeste da capital e também à mais importante instituição educacional da região: a Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). A rodovia interliga produtores, indústria, consumo, pesquisa e turismo de uma só vez.
Publicidade
O investimento é de R$ 66,5 milhões e a previsão é de recuperação estrutural significativa, com alargamento de pontes, construção de viaduto, implantação de iluminação e sinalização.
AUTORIDADES COMEMORAM
Para o governador Cláudio Castro, a revitalização dará mais segurança aos motoristas e também terá reflexos positivos na economia: “Esta obra tem forte impacto econômico. Com a elevação do movimento do Porto de Itaguaí, cresceu muito a circulação de cargas na região. Se a estrada está em boas condições, todo o custo da cadeia de transportes diminui, o que é fundamental para melhorar ainda mais o ambiente de negócios no estado”, avaliou.
Publicidade
O Prefeito de Itaguaí, Rubem Vieira (Podemos), ressaltou que a obra beneficia não somente o seu município, mas o de Seropédica, que também depende da rodovia. Ele declarou: “Essa revitalização é uma luta de muito tempo, importante também para Piranema, um dos bairros mais importantes da cidade,
O Secretário das Cidades, Uruan de Andrade, reforça a relevância da RJ-099: “Esta é uma entrada estratégica para a região, por conta da questão logística. Há muitas empresas da área instaladas aqui e abastece o Porto de Itaguaí”.
Para o prefeito de Seropédica, Lucas Dutra dos Santos (Professor Lucas, PSC), “é um momento de muita alegria, de mais uma conquista. Quando temos vereadores comprometidos, prefeito comprometido, Alerj comprometida, governador comprometido, todos juntos: as coisas acontecem! Conseguimos inclusive acabar com o nosso sofrimento em relação à Reta de Piranema”.
Publicidade
PNEUS FURADOS, CAMINHÕES PESADOS E AREIA
Erika de Brito Cavalcante, funcionária da Câmara Municipal de Itaguaí, mora no condomínio Vilage dos Ipês, ao lado do DPO e faz o trajeto Piranema-Itaguaí todos os dias de carro. A manutenção do veículo é onerosa por causa das más condições da estrada. Em uma ocasião, à noite, com escuridão quase total, Erika passou aperto: o pneu furou. “Fiquei apavorada, estava sozinha, mas troquei o pneu e fui embora”, conta ela, e acrescentou: “a reforma vai valorizar os imóveis e dar mais segurança, com certeza”.
Alargamento de duas pontes e implantação de vias fluviais estão previstos na obra - Divulgação - DER-RJ
Alargamento de duas pontes e implantação de vias fluviais estão previstos na obraDivulgação - DER-RJ
Publicidade
Erika menciona também que, com a chuva, há alagamentos no bairro onde mora, dificultando o acesso dos moradores às suas casas, problema que ela levou aos vereadores, na tentativa de buscar uma solução. Com a obra, a expectativa dela é que esse problema deixe de existir.
Luciana de Albuquerque Piñero, moradora de Itaguaí, é professora e trabalha em Seropédica. Atualmente está em home-office, mas antes usava a rodovia todos os dias para trabalhar e levar o filho ao Colégio Alfredo Trado. “A estrada é muito perigosa, principalmente por causa dos areais. Os caminhões acabam por deixar a areia escorrer e, além da pista fica escorregadia, a visualização das marcas no asfalto piora. Soube de um acidente em que duas motos bateram de frente, para se ter uma ideia da pouca visualização. O pneu do meu carro já furou várias vezes com parafusos que ficam na estrada. Também tem o perigo de ultrapassagens perigosas por causa dos caminhões que transportam contêineres, eles são bastante longos, é tudo muito perigoso”, conta a professora.
Publicidade
Não são só os pneus que sofrem nesse contexto. Luciana lembra que os para-brisas às vezes precisam ser trocados porque trincam devido às pedrinhas que saem dos caminhões. “Já tive que trocar o meu e uma amiga também teve o mesmo problema”, lembrou ela.
VALORIZAÇÃO DE IMÓVEIS
Wladimir Quintanilha é da GWA Construtora, empresa que ergueu por volta do quilômetro 5,5 da rodovia um condomínio de classe média alta – onde moram alguns políticos e empresários –, chamado Vilar dos Coqueirais. Ele também tem uma empresa de locação de máquinas pesadas, e conta que já teve prejuízo por causa das más condições da Reta: “Algumas pessoas me disseram que estavam interessadas em comprar os loteamentos, mas desistiram porque ficaram desanimadas com a rodovia”, conta ele.
Publicidade
Quintanilha também menciona as empresas ZL Log e Pag Log: “São grandes empresas de logística que atuam no Porto e que precisam da estrada para a operação de transporte, mas os caminhões estão sempre quebrando por causa dos buracos”, observa Wladimir, e acrescenta: “A maior parte da areia usada na construção civil no estado sai daqui dos areais que ficam na RJ-099, mais uma razão para ressaltar a importância da rodovia”.
O empresário destacou que o condomínio Reserva do Porto, com 500 unidades, acaba de ser lançado e vai ficar pronto em dois anos. Com a obra, as vendas vão ser melhores, diz ele, e acrescentou: “com a reforma, os acidentes vão diminuir”.
Publicidade
O QUE SERÁ FEITO
As obras serão executadas pela Secretaria de Estado das Cidades, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-RJ), e contemplam o recapeamento, drenagem e sinalização em toda a extensão da rodovia, que tem início no entroncamento da BR-101, na Figueira, bairro de Itaguaí, e se estende até o entroncamento com a BR-465, em Seropédica.
Além de ter toda a sua estrutura modernizada, com melhoria na iluminação, recapeamento total com 60 mil toneladas de asfalto, a rodovia também contará com seis quilômetros de ciclovia.
Publicidade
Entroncamento com BR-465 (Estrada Rio-SP) vai receber um viaduto, de acordo com previsão das obras  - Divulgação - DER-RJ
Entroncamento com BR-465 (Estrada Rio-SP) vai receber um viaduto, de acordo com previsão das obras Divulgação - DER-RJ
Está prevista a construção de um novo viaduto no entroncamento com a BR-465 (conhecida como Estrada Rio-SP), a construção de uma nova ponte sobre o rio da Guarda e sete mil metros de tubulação de águas pluviais. Além disso, serão 9.240 metros quadrados de sinalização, alargamento da ponte sobre o Valão dos Bois, iluminação viária em 13 quilômetros da rodovia e implantação de 10 abrigos de ônibus.
Publicidade
Gilcelei Paula Soares, morador de Piranema, soube de muitos acidentes com vítimas fatais na Reta e resume um sentimento que certamente é o mesmo de muitos que moram no bairro ou que transitam pela RJ-099 com alguma frequência: “só acredito quando a obra estiver pronta, há muito tempo prometem essa reforma, e ela nunca sai”.
A julgar pela previsão dada pelo governo do estado, tudo fica pronto em janeiro de 2022. Para o alívio de muitos e para a saúde dos negócios de outros tantos.