Alunos da rede pública continuarão com aulas remotas.
Alunos da rede pública continuarão com aulas remotas. Foto: Maurício Porão/Prefeitura de Macaé.
Por Bertha Muniz

MACAÉ - O prefeito de Macaé, Welberth Rezende, anunciou, nesta terça-feira (2), a suspensão do retorno às aulas presenciais nas escolas particulares do município. A interrupção se deve ao súbito aumento de casos da Covid-19 na cidade, o que fez com que o Covidímetro, método utilizado pelo poder público para medir a propagação do coronavírus, passasse da faixa amarela para a laranja, que significa alto risco de contágio pela doença.

A rede privada já havia começado a funcionar no Ensino Infantil no dia 1º de março e retornaria com as aulas do Ensino Fundamental I no próximo dia 15, progredindo até atingir o Ensino Médio no dia 12 de abril, de acordo com o Plano de Retorno às Aulas Presenciais, divulgado pela prefeitura em janeiro. O mesmo plano previa a retomada das aulas na rede pública no dia 3 de maio, atingido sua totalidade no dia 31 o mesmo mês.

“Na semana que vem o Comitê Técnico e Científico do Covid se reúne novamente para debater novas medidas, conforme o comportamento da pandemia. É bom lembrar que todas essas medidas dependem da colaboração da população para obter o sucesso esperado”, destacou o prefeito.

Segundo o último boletim, divulgado nesta sexta-feira (12), pela prefeitura, Macaé tem 21.390 casos de coronavírus confirmados. Destes, 21.085 são pacientes recuperados/removidos (total de recuperados mais quantidade de óbitos).

Foram registrados mais três óbitos: mulher, 74 anos, sem comorbidades notificadas; homem, 84 anos, portador de diabetes e homem, 67 anos, sem comorbidades notificadas. Assim, o município contabiliza 313 óbitos por Covid-19. As taxas do município, nesta sexta-feira são: de ocupação de leitos terapia intensiva SUS Covid-19, 61%; de letalidade 1,47 e de taxa de incidência 266,9 (média semanal). taxa de incidência 266,9 (média semanal).