A Rússia autorizou o uso da Sputnik V em agosto passado
A Rússia autorizou o uso da Sputnik V em agosto passado AFP/Arquivos
Por Carolina Freitas
Rio - O prefeito do município de Maricá, Fabiano Horta (PT), anunciou em seu perfil oficial no Twitter, que determinou aos órgãos municipais que tomem providências necessárias para a compra de 400 mil doses da vacina Sputnik V, da Rússia. Com o número de imunizantes pedidos pelo prefeito, o município poderá ser o primeiro a vacinar toda a população. 
Ainda segundo Horta, o pedido se deu após uma sanção de lei federal, que permite a compra das doses pelos municípios.
Publicidade
Celso Pansera, diretor-presidente do Instituto de Ciência, Tecnologia e Inovação de Maricá (ICTIM), disse, em entrevista ao DIA, que o município possui 180 mil habitantes (duas doses para cada), sendo que é uma "população flutuante", pois tem residência de veraneio na cidade.
Informou também que a entrega das doses não será imediata e que terá um escalonamento de lotes que pode se estender por 5 a 7 meses. Além disso, ainda não está claro o tempo de imunização dos moradores de Maricá. "Estamos, portanto trabalhando com uma certa margem de segurança", disse Pansera.
Publicidade
Pela lei, sancionada nesta quinta-feira pelo presidente Jair Bolsonaro, pessoas jurídicas de direito privado, como empresas, por exemplo, poderão adquirir diretamente das farmacêuticas vacinas contra a covid-19 que tenham autorização temporária para uso emergencial, autorização excepcional e temporária para importação e distribuição ou registro definitivo concedidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).