Mais Lidas

Em menos de 24 horas, BRT volta a interromper serviço por causa de vandalismo

Casos aconteceram nos corredores Transoeste e Transolímpica

Por O Dia

Em menos de 24 horas, BRT volta a interromper serviço por causa de vandalismo
Em menos de 24 horas, BRT volta a interromper serviço por causa de vandalismo -

Rio - Cinco articulados do BRT foram depredados entre a noite de sábado e a madrugada de domingo nos corredores Transoeste e Transolímpica. Com este caso, chega a seis o número de articulados vandalizados em menos de 24 horas. Segundo  o Consórcio BRT, na madrugada de sábado um ônibus da linha Santa Cruz X Campo Grande também foi quebrado na Avenida Cesário de Melo, em Santa Cruz.  

Por questão de segurança, o Consórcio BRT informou que interrompeu os serviços nas regiões dos ataques. No corredor Transoeste, as ações criminosas começaram por volta das 22h45, na Avenida Cesário de Melo. Em cerca de 15 minutos, grupos que seguiam para um baile funk destruíram três articulados, jogando pedras nos vidros e quebrando os equipamentos das portas. O serviço 17 (Santa Cruz X Campo Grande) foi suspenso às 23h de sábado e só voltou a funcionar às 4h de domingo. A circulação dessa mesma linha já havia sido interrompida entre 0h20 e 4h de sábado.

No corredor Transolímpica, dois carros foram vandalizados e tiveram seus retrovisores quebrados, na madrugada deste domingo, por pessoas que se dirigiam a um baile próximo à estação Colônia. Por causa dos atos criminosos, o serviço 51 (Vila Militar X Recreio) foi paralisado às 2h10, retornando às 4h30.

“O vandalismo contra os articulados não soma apenas prejuízos para o Consórcio, soma prejuízos para o passageiro. Diariamente a frota disponível para realização das viagens programadas cai drasticamente, seja resultado de atos criminosos ou das péssimas condições da pavimentação. Com menos carros em operação, aqueles que rodam circulam no limite da sua capacidade, sobrecarregando os equipamentos e causando desconforto e insegurança ao passageiro. Estamos perplexos com a dimensão que o problema está tomando enquanto o descaso prevalece”, diz a diretora de Relações Institucionais, Suzy Balloussier.

Depredação virou rotina 

Há menos de uma semana, no domingo (25), dois serviços do corredor Transcarioca, Fundão X Alvorada (parador) e Galeão X Alvorada (semidireto), também tiveram de ser interrompidos de madrugada depois da depredação de dois articulados e intimidações a motoristas feitas por passageiros que iam para um baile na Penha. No último dia 11, grupos que seguiam para o mesmo baile na Penha destruíram sete articulados. 

Procurada pelo DIA, a Polícia Militar informou que no interior das estações do BRT há seguranças do consórcio e a PM atua em caso de acionamento. "Há um convênio entre a Corporação e o consórcio BRT, através do Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis), em vigor. Os locais de atuação dos policiais militares que trabalham neste convênio são indicados pelo próprio consórcio. Os batalhões que têm suas respectivas áreas de policiamento cortadas pelo corredor viário também realizam rondas focadas nestes locais juntamente com ações de abordagem nas proximidades das estações", diz a nota enviada pela corporação à imprensa. 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Em menos de 24 horas, BRT volta a interromper serviço por causa de vandalismo Divulgação
Em menos de 24 horas, BRT volta a interromper serviço por causa de vandalismo Divulgação
Em menos de 24 horas, BRT volta a interromper serviço por causa de vandalismo Divulgação