Suspeito de envolvimento na morte de inspetor da Polícia Civil é preso em Recife

Felipe Abreu de Souza, o Abelha, é tido como um dos chefes do tráfico de drogas da Favela de Acari, e estava na capital pernambucana

Por O Dia

Abelha estava em Recife
Abelha estava em Recife -

Rio - A Polícia Civil prendeu, nesta quinta-feira, em Recife, Pernambuco, Felipe Abreu de Souza, de 39 anos, conhecido como Abelha. Ele é suspeito de envolvimento na morte do inspetor Ellery de Ramos Lemos, da Delegacia de Combate às Drogas (Dcod), ocorrida no último dia 12, durante uma operação na Favela de acari, na Zona Norte da cidade. Felipe é tido como um dos chefes do tráfico de drogas da comunidade

De acordo com o titular da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Propriedade Imaterial (DRCPIM), o delegado Maurício Demétrio, Felipe foi preso na Rua Jacaúna, no bairro de Iputinga. A operação para capturá-lo estava sendo realizada, sob sigilo, desde o início da semana.

"Tínhamos as informações de que ele estava fora do Rio. Mas precisávamos saber quando ele tinha saído da Favela de Acari. Essas informações foram passadas pelos moradores locais, que estão revoltados com a violência do tráfico e confiaram na Polícia Civil. Agora estão vendo o resultado", destacou o delegado.

O inspetor morreu no último dia 12 - Arquivo Pessoal

Outro preso

No última sexta-feira, a Polícia Civil já havia prendido outro suspeito no envolvimento da morte do inspetor Ellery. Edvan Silva Dias, o Vagner Love, foi encontrado em uma força tarefa envolvendo oito unidades da polícia nas favelas de Acari, Amarelinho, Parada de Lucas, Vigário Geral e Pedreira. 

Edvan é gerente do tráfico em Acari - Divulgação / Polícia Civil

Galeria de Fotos

Abelha estava em Recife Divulgação / Polícia Civil
Edvan é gerente do tráfico em Acari Divulgação / Polícia Civil
O inspetor morreu no último dia 12 Arquivo Pessoal

Últimas de Rio de Janeiro