Niemeyer tem deslizamento de terras pelo segundo dia consecutivo

Via está fechada desde a manhã desta quinta-feira quando houve uma grande queda de barreira da região

Por O Dia

Agentes da prefeitura trabalham para retirar nova lama que escorregou até a via
Agentes da prefeitura trabalham para retirar nova lama que escorregou até a via -
Rio - A Avenida Niemeyer teve um novo deslizamento de terras no fim da manhã desta sexta-feira. Foi o segundo desde de ontem, quando a via foi fechada por causa de um grande deslizamento do alto do Morro do Vidigal, pouco depois das 7h
O prefeito Marcelo Crivella (PRB) esteve na região para avaliar a situação do local, debaixo da chuva que cai na cidade. "Estamos vendo se há risco de haver outro escorregamento", Crivella reforçou, em entrevista ao "SBT Rio", sobre a possibilidade de reabrir a avenida. "Vamos decidir se ela abre de tardinha", cogitou.
O prefeito disse ainda que 51 casas estão interditadas na região desde os últimos temporais que atingiram a cidade. Uma delas, inclusive, foi atingida pelo material que desceu da encosta, nesta quinta.
"Há 31 pontos de deslizamento, quatro empresas trabalhando, 200 homens atuando e R$ 30 milhões aplicados", Crivella enumerou.

Comentários