Operação das polícias em Costa Barros após guerra de traficantes tem presos e apreensões

Clima é de tensão nos complexos da Pedreira e do Chapadão após intenso tiroteio na região; escolas e hospitais estão fechados

Por ANDERSON JUSTINO e RAI AQUINO

Clima é de tensão na região
Clima é de tensão na região -
Rio - Desde as primeiras horas da manhã desta sexta-feira as polícias Civil e Militar fazem uma operação nos complexos da Pedreira e Chapadão, em Costa Barros, na Zona Norte do Rio. A ação acontece por causa da guerra entre traficantes rivais que se iniciou na noite de ontem e se estendeu pela madrugada de hoje. O clima segue tenso na região.

Até o momento, dois suspeitos foram presos em flagrante pela Polícia Civil por associação para o tráfico e porte ilegal de arma de fogo. Um menor que estava na Pedreira com uma pistola falsa foi apreendido. Os presos foram levados para a 39ª DP (Pavuna), enquanto o menor seguiu para a Cidade da Polícia, no Jacaré, também na Zona Norte.
A Polícia Militar também está na região com agentes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e do 41º BPM (Irajá). A Polícia Civil atua com homens dos departamentos de Polícia da Capital (DGPC), da Baixada (DGPB) e Especializadas (DGPE), além da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core).

Galeria de Fotos

O que sobrou de um dos ônibus queimados Estefan Radovicz / Agên
Clima é de tensão na região Estefan Radovicz / Agência O D
Clima é de tensão na região Estefan Radovicz / Agência O
Clima é de tensão na região Estefan Radovicz / Agência
Conflito entre traficantes dos morros do Chapadão e pedreira deixa saldo de destruiição na Pavuna e Costa Barros. Estefan Radovicz / Agência O Dia CIDADE,RIO,CONFRONTO Byline Estefan Radovicz / Agência
Sete ônibus foram incendiados Estefan Radovicz / Agência O D
Sete ônibus foram incendiados Estefan Radovicz
Sete ônibus foram queimados no confronto Estefan Radovicz / Agênci
Sete ônibus foram queimados durante o confronto entre criminosos Estefan Radovicz / Agência O DIA
BALEADOS
Há relatos de vários outros baleados e mortos, mas ainda não há a confirmação oficial. A polícia, no entanto, não descarta a possibilidade de que corpos de traficantes tenham sido levados por bandidos do Chapadão.
ESCOLAS E HOSPITAIS FECHADOS
Garis da Comlurb foram deslocados para o entorno dos complexos para fazer a limpeza do que sobrou dos sete ônibus incendiados durante o confronto.
De acordo com moradores, escolas e creches não estão funcionando. A Secretaria Municipal de Saúde confirmou o fechamento de quatro unidades e restrições em três delas; são elas:
. CMS Silvio Brauner - fechada

. CMS Portus e Quitanda - fechada

. CMS Fazenda Botafogo - fechada

. CF Adolfo Ferreira de Carvalho - fechada

. CF Manoel Fernandes - aberta, sem a saída de agentes a residências
. CF Epitácio Soares dos Reis - aberta, sem a saída de agentes a residências

. CF Edma Valadão - aberta, sem a saída de agentes a residências
A Secretaria Municipal de Educação também confirmou o fechamento de unidades por causa da "sensação de insegurança" na região.
"Pela sensação de insegurança nas comunidades e seguindo o protocolo Acesso Mais Seguro implementado nas escolas pela Secretaria Municipal de Educação em parceria com a Cruz Vermelha Internacional, as unidades de ensino não estão funcionando neste momento", a pasta disse, em nota.
Em nota, a Polícia Civil informou que "a Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) instaurou inquérito para apurar as circunstâncias em que três pessoas morreram e outras três ficaram feridas, na noite de quinta-feira. Agentes da especializada estão em diligências para esclarecer a autoria dos crimes".

Comentários