Modelo trans diz ter ficado em 'choque' ao rever na delegacia homem que a agrediu

Lucas Brito Marques foi preso na madrugada desta quinta-feira e é apontado como responsável pela brutalidade

Por ANDERSON JUSTINO e RAI AQUINO

Rio de Janeiro - RJ  - 20/08/2020 - Policia - Policia prende acusado de agradir a modelo trans Alice Felis - na foto, Alice Felis, chega para reconhecer suposto agressor, na 13ª DP, em Copacabana, zona sul do Rio -  Foto Reginaldo Pimenta / Agencia O Dia
Rio de Janeiro - RJ - 20/08/2020 - Policia - Policia prende acusado de agradir a modelo trans Alice Felis - na foto, Alice Felis, chega para reconhecer suposto agressor, na 13ª DP, em Copacabana, zona sul do Rio - Foto Reginaldo Pimenta / Agencia O Dia -
Rio - A modelo Alice Felis, de 25 anos, reconheceu pessoalmente, na manhã desta quinta-feira, o homem preso como o suspeito de tê-la agredido brutalmente no apartamento dela na madrugada de domingo. Ela, que é transexual, disse que ficou em "estado de choque" ao rever Lucas Brito Marques, 24, na 13ª DP (Ipanema).
"Estou aliviada com a prisão dele, mas ainda estou muito assustada e com medo. Quando o vi, entrei em estado de choque", revelou.

Galeria de Fotos

Alice chegou à delegacia por volta das 10h Reginaldo Pimenta / Agência O DIA
Modelo confirmou pelas redes sociais que o homem preso é realmente quem a agrediu Reprodução / Instagram
Modelo reconheceu agressor na manhã desta quinta Reginaldo Pimenta / Agência O DIA
Alice conheceu Lucas horas antes das agressões Reprodução
Lucas Brito Marques se entregou à polícia Arquivo Pessoal
Alice é do Espirito Santo Reprodução / Instagram
Alice é do Espirito Santo Reprodução / Instagram
Alice é do Espirito Santo Reprodução / Instagram
Alice Felis: vários hematomas Reprodução / Instagram
Modelo está com vários hematomas pelo corpo Reprodução / Instagram
Apartamento da modelo ficou coberto de sangue Reprodução / Instagram
Apartamento da modelo ficou coberto de sangue Reprodução / Instagram
Apartamento da modelo ficou coberto de sangue Reprodução / Instagram
Alice teve vários dentes quebrados Reprodução / Instagram
Alice teve vários dentes quebrados Reprodução / Instagram
Alice Felis é do Espírito Santo e mora no Rio há cinco anos Reprodução / Instagram
Alice chegou à distrital por volta das 10h, acompanhada da advogada, Fêh Oliveira. Ela deixou a delegacia cerca de uma hora depois.
A modelo teve o maxilar, o nariz e vários dentes quebrados durante as agressões. Ela procurou atendimento médico no Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea, e deverá passar por vários tratamentos.
"Os médicos ficaram tão chocados, que a Alice terá que retornar outras vezes para novos exames. Ela vai ter que passar por várias cirurgias por conta dessas agressões", revelou a advogada, acrescentando que a modelo também passará por novas perícias para a investigação da polícia. 
RENDIÇÃO
O agressor de Alice se entregou no início da madrugada de hoje, em um dos acessos ao Morro Pavão-Pavãozinho, ainda em Copacabana. A família negociou a rendição dele, que era procurado pelo crime. Ele chegou à 13ª DP por volta das 0h30, acompanhado da esposa.
"Tivemos a informação de que ele estava escondido no alto do Pavão. Fomos até a entrada da comunidade nos encontrar com a família e conseguimos, depois de algumas horas de negociação, fazer com que ele se entregasse", conta a delegada Bianca Rodrigues Xavier Lima, responsável pelo caso.
A delegada aguarda resultados de laudos periciais feitos para seguir com o inquérito.
"Pedimos exames do local, papiloscópicos e também um laudo de reconhecimento facial. Esse laudo do reconhecimento facial já está pronto e foi extraído com base nas primeiras fotos que a vítima nos forneceu e confirmaram a identidade do Lucas", Bianca enumerou.
Lucas será autuado por tentativa de latrocínio (roubo seguido de morte). De acordo com a polícia, ele é "extremamente perigoso" e tem mais de 20 anotações criminais, desde quando era menor de idade. Ele já foi autuado por tráfico de drogas, homicídio, roubo e porte de arma.
SOLIDARIEDADE

As agressões contra Alice geraram grande repercussão no país. A modelo, que é de Vitória, no Espírito Santo, e mora no Rio há cinco anos, tem recebido o apoio de diversos famosos desde que denunciou o caso.

A capixaba chegou a criar uma vaquinha para ajudar a reconstruir a sua vida e até o momento a campanha já arrecadou mais de R$ 160 mil com a participação de cerca de 3 mil pessoas.

LEIA MAIS: MC Mirella oferece ajuda com cirurgia plástica e tratamento dental para Alice Felis

A modelo também viu o número de seus seguidores disparar nas redes sociais. Se antes ela tinha pouco mais de mil, agora passa dos 420 mil.

Comentários