Prefeito Marcelo Crivella - Reprodução / Facebook
Prefeito Marcelo CrivellaReprodução / Facebook
Por O Dia
Publicado 02/09/2020 11:58 | Atualizado 02/09/2020 15:49
Rio - O prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) se manifestou pela primeira vez, no fim da noite desta terça-feira, sobre o grupo de funcionários da prefeitura autointitulado Guardiões do Crivella, que fica nas portas dos hospitais municipais intimidando o trabalho da imprensa. A ação dos profissionais contratados pelo município foi revelada pela TV Globo, na segunda-feira.

Galeria de Fotos

Funcionários são contratados pela prefeitura para atrapalha reportagens nas portas dos hospitais municipais Reprodução / TV Globo
Crivella está sendo investigado pelo Ministério Público por causa da existência do grupo Cléber Mendes / Agência O DIA
Rio,31/08/2020 -COVID-19 -CORONAVIRUS ,BARRA DA TIJUCA, Rio Centro,Marcelo Crivella anunciou que a cidade do Rio de Janeiro terá um processo de reabertura, que acontecerá em seis etapas .Na foto. Marcelo Crivella .Foto: Cleber Mendes/Agência O Dia Cléber Mendes
Prefeito do Rio, Marcelo Crivella Cléber Mendes
Prefeito do Rio, Marcelo Crivella Ricardo Cassiano / Agência O Dia
Nos bastidores do governo Marcelo Crivella, há preocupação com o pagamento nos próximos meses Reginaldo Pimenta
Prefeito se reuniu ontem com representantes do setor de hotéis Reginaldo Pimenta
Nos bastidores do governo Marcelo Crivella, há preocupação com pagamento dos salários até o fim do ano FERNANDO SALLES/AM PRESS & IMAGES/ESTADÃO CONTEÚD
Prefeito se esquiva de críticas sobre Iabas alegando ter desqualificado a OS e criticando governo do estado Reginaldo Pimenta
Publicidade
Apenas ontem, mais de 24 horas depois da reportagem ser exibida, Crivella comentou o caso, em um vídeo divulgado em seu perfil no Facebook (assista mais abaixo). O prefeito ataca a emissora, dizendo que ela age como um "verdadeiro partido político de oposição" e que divulga notícias falsas.
"Cidadãos comparecem às portas de unidades de saúde para esclarecer e orientar os usuários, evitando assim que alguém manipulado pelas falsas informações da Globo corra algum risco de morte", Crivella disse, sobre os servidores filmados nos hospitais.
Publicidade
Por causa da reportagem da emissora, que repercutiu bastante, o Ministério Público estadual (MPRJ) abriu um inquérito para apurar os crimes de associação criminosa, constrangimento ilegal e responsabilidade por parte de Crivella. A Delegacia de Repressão as Ações Criminosas Organizadas (Draco) também iniciou uma investigação, apreendendo ontem materiais do envolvidos e os intimado a prestar depoimento na especializada.
Publicidade
"Não cabe a mim a acusação de que seria responsável por esse constrangimento que as Organizações Globo sofrem durante as suas reportagens", Crivella se defendeu. "Vou governar até o último dia, pautado pelo sagrado interesse do povo, sem recuar, sem me agachar e sem temer".
Publicidade
Procurada pelo DIA, a Globo disse que "tem o respeito do público exatamente por fazer um jornalismo responsável, ético e baseado em rigorosa apuração".
"E assim pode agir, justamente porque não depende de verbas de governos, embora a propaganda oficial seja legítima e legal. Na matéria citada, a emissora mais uma vez cumpriu sua missão de informar e denunciar o abuso de autoridades com o dinheiro público. A Globo é independente para noticiar com serenidade todos os fatos, mesmo os que possam desagradar autoridades", a assessoria da emissora acrescentou, em nota.
Publicidade