Lamsa retoma a operação da Linha Amarela no Rio de Janeiro
Lamsa retoma a operação da Linha Amarela no Rio de JaneiroDivulgação / Lamsa
Por O Dia
Rio - A Lamsa, concessionária responsável pela Linha Amarela, reassumiu a operação da via, nesta sexta-feira (05), após a decisão do Ministro Luiz Fux de suspender o processo de encampação instaurado pela Prefeitura do Rio. A empresa não retomou a cobrança do pedágio e ainda analisa a questão. Uma audiência conciliatória foi marcada pelo ministro presidente do STF para o dia 16 de março.
Com a retomada, a Lamsa volta a fornecer os serviços de atendimento médico e mecânico, através do teleatendimento no número 0800-024-23-55. A manutenção e a operação da Linha Amarela também passar a ser feitas pela empresa novamente.
Publicidade
Em setembro de 2020, o presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), o ministro Humberto Martins, autorizou a Prefeitura do Rio a retomar a administração da via expressa. Em fevereiro deste ano, a Prefeitura do Rio anunciou que assumiu a Linha Amarela integralmente até a conclusão de uma nova licitação.
Na ocasião, a prefeitura tinha até o dia 27 de fevereiro, quando terminaria o prazo da Justiça, para que o município encampasse a via totalmente.
Publicidade
A Prefeitura do Rio informou que foi notificada hoje da ação. "Neste momento, o município não opera a via, conforme determinação da Justiça. A Procuradoria Geral do Município vai recorrer da decisão", diz a nota do município.