Sirley Alves Teixeira, ex-PM
Sirley Alves Teixeira, ex-PMReprodução
Por O Dia
Rio - O ex-policial militar Sirley Alves Teixeira, acusado de ser um dos integrantes da chacina de Vigário Geral, na Zona Norte do Rio, em 1993, foi morto a tiros na noite do último sábado (6) na porta de sua casa, na Estrada Mirandela, no Centro de Nilópolis, Baixada Fluminense. Segundo a Polícia Militar, agentes do 20° BPM (Mesquita) foram acionados, já na madrugada deste domingo (7), para verificar a ocorrência e encontraram Sirley morto.
O ex-PM foi achado primeiro por vizinhos caído na escada que dá acesso à sua residência. Alguns moradores da região relataram que ele teria tropeçado e se machucado na escadaria mas, com a chegada dos policiais, foi constatado o crime.
Publicidade
Ainda de acordo com a Polícia Militar, as equipes chamadas para o local ainda foram informados sobre um segundo homem ferido, que não teve o nome revelado, e deu entrada no Hospital das Clínicas, no município de Mesquita, também na Baixada. A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) registrou o caso e investiga a autoria do assassinato.