Hospital Federal da Lagoa vai abrir 50 leitos de UTI para covid-19
Hospital Federal da Lagoa vai abrir 50 leitos de UTI para covid-19 Gabriel Mendes/Divulgação
Por Agência Brasil
Rio - O Ministério da Saúde anunciou neste sábado (17) que o início de 200 profissionais temporários, na próxima segunda-feira (19), vai permitir a abertura de 50 leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) para covid-19 no Hospital Federal da Lagoa, na zona sul do Rio de Janeiro.

Segundo a pasta, o grupo de profissionais inclui médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e fisioterapeutas, que irão atuar por 60 dias no hospital. A contratação se deu por meio da Associação Lar São Francisco de Assis na Providência de Deus (ALSF) e com o apoio de um grupo de empresários.

A fila de espera para internação em UTI no estado do Rio de Janeiro tinha 307 pessoas na atualização de ontem (16) do painel da Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro. A ocupação das UTIs na capital chega a 95%, com 704 pessoas internadas em estado grave e mais 664 em vagas de enfermaria.

O Ministério da Saúde convida profissionais de saúde que tenham interesse em atuar no enfrentamento à pandemia de covid-19 em hospitais e institutos federais da Superintendência Estadual do Ministério da Saúde no Rio de Janeiro. Para isso, o profissional interessado deve enviar deve enviar o currículo para o e-mail: [email protected].
Superintendência da Saúde do Rio abre vagas para profissionais de saúde atuarem no combate à covid-19
Publicidade
A Superintendência Estadual do Ministério da Saúde do Rio de Janeiro (Sems-RJ) publicou, na tarde de sexta-feira (16), uma nota informando aos profissionais de saúde interessados em atuar no enfrentamento à pandemia da covid-19, nos Hospitais e Institutos Federais, que podem enviar seus currículos por email, para análise e possível convocação.
A nota foi divulgada pela Sems-RJ após audiência pública realizada pelas comissões de Saúde da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) e da Câmara dos Vereadores sobre oferta de leitos para enfrentamento à Pandemia de Covid-19 no Rio de Janeiro.