Infectados e contactantes serão monitorados pela SMS e SESFábio Costa/Agência O DIA

Rio - Após a detecção de sete pessoas infectadas com covid-19 a bordo do Cruzeiro Costa Fascinosa, a Anvisa informou que, na tarde desta quinta-feira (06), iniciou o desembarque de passageiros e tripulantes, no Píer Mauá, na Zona Portuária do Rio, onde o navio atracou nesta manhã. Equipes do órgão estão realizando avaliação de saúde nos ocupantes da embarcação junto com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e a Secretaria Estadual de Saúde (SES).
De acordo com a nota divulgada pela Anvisa, as operações de desembarque são longas, não tendo previsão estimada para o término. Ainda segundo o órgão, os positivados e contatantes estão sendo orientados a realizarem o autoisolamento, com assinatura de termo de compromisso de continuidade do isolamento e observância do surgimento de possíveis sintomas.
A assessoria da SMS informou que aguarda o retorno da equipe técnica do local para divulgar maiores informações sobre o desembarque e a quarentena dos infectados. 
Em nota, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) também informou que a investigação epidemiológica e o monitoramento dos passageiros e contatantes serão realizados pela vigilância municipal, com apoio da vigilância estadual.
Uma das primeiras passageiras liberadas confirmou, em entrevista ao DIA, que passageiros infectados insistiam em circular pelo navio deliberadamente. "Os passageiros infectados não respeitaram o isolamento. O que a Costa poderia fazer? Nada! A empresa é dez. Os infectados ficaram circulando pelo navio. Os tripulantes não podiam prender ninguém nas cabines", explicou a professora Irene Freire.
"Em alguns momento da viagem alguns serviços do navio foram desativados, como a sala das crianças e sala de ginástica, o que me deixou chateado. Mas fora isso, me senti seguro a viagem toda", contou o engenheiro Marcelo Lazari, de 53 anos.
Um outro cruzeiro, o navio MSC Preziosa, atracou no Píer Mauá no domingo com 81 casos de covid-19. O número de pessoas abordo da embarcação era de 2,5 mil pessoas. Nesse caso foram contabilizados 61 tripulantes e 20 passageiros, dos quais 16 brasileiros (2 moradores da cidade do Rio de Janeiro) e quatro de outra nacionalidade. Todos esses casos e seus contatos vem sendo mantidos em isolamento.
A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) revelou nesta última segunda-feira que os moradores do Rio e cidades próximas estão cumprindo a quarentena em domicílio. Já os residentes de fora do estado, um total de nove pessoas, estão isolados em um hotel na capital, onde permanecerão por 10 dias a contar da data de início dos sintomas, com monitoramento diário, em geral, por telefone.
Em nota, a SMS informou que uma investigação conjunta com a Anvisa e a Secretaria de Estado de Saúde a bordo do navio Costa Fascinosa constatou 29 casos confirmados de covid-19, sendo 11 tripulantes e 18 passageiros, todos brasileiros. Três dos passageiros são moradores da cidade do Rio de Janeiro. Todos esses casos e seus contatos estão em isolamento. Coletas foram realizadas para investigação laboratorial e, se atingirem os critérios laboratoriais, serão sequenciadas pelo LNCC/Fiocruz para identificação da variante.
Estagiária sob supervisão de Bernardo Costa*