Conselho bate o martelo nesta terça-feira sobre reajuste de RAS a policiais civis

Por PALOMA SAVEDRA

Agentes da Divisão de Homicídios apreenderam documentos e computadores nas residências do PM reformado, na Barra da Tijuca, e do ex-PM, em Engenho de Dentro
Agentes da Divisão de Homicídios apreenderam documentos e computadores nas residências do PM reformado, na Barra da Tijuca, e do ex-PM, em Engenho de Dentro -
O Conselho de Supervisão assina nesta terça-feira o parecer que analisa a nota técnica da Polícia Civil sobre o reajuste do RAS aos agentes da pasta. O grupo informou à Coluna que, em seguida, irá avaliar o estudo elaborado pela Polícia Militar.
"E se houver necessidade, irá enviar ofício ao governador sobre assunto", declararam os conselheiros.
A instância não antecipou qual será o posicionamento — favorável ou contrário — sobre o aumento do valor das horas extras de policiais civis. Integrantes do Executivo asseguram que o relatório apresentado confirma que não haverá aumento de despesas orçamentárias.
Porém, se ainda assim o conselho não aprovar a medida, o estado vai ter que enxugar gasto de algum lado, ou então terá que sair do Regime de Recuperação Fiscal.

Galeria de Fotos

Polícia Civil do DF cumpre 28 mandados de prisão e 35 de busca e apreensão como parte da operação Marcelo Camargo/Agência Brasil
Agentes da Divisão de Homicídios apreenderam documentos e computadores nas residências do PM reformado, na Barra da Tijuca, e do ex-PM, em Engenho de Dentro Estefan Radovicz

Comentários