Chances de trabalho para moradores de regiões carentes do Rio

Cursos profissionalizantes abrem novas turmas. Em Acari, projeto Arte Gerando Renda abre turma para até 200 pessoas

Por Bernardo Costa

Marcelo Andriotti à frente da turma que se formou na Rocinha, em 2017. Cursos têm inscrições abertas na comunidade de São Conrado, em Acari e na Cidade de Deus
Marcelo Andriotti à frente da turma que se formou na Rocinha, em 2017. Cursos têm inscrições abertas na comunidade de São Conrado, em Acari e na Cidade de Deus -

Rio - Quando teve o rosto pintado para participar de um desfile de Escola de Samba, a cabeleireira Rosângela Pereira desenvolveu interesse pela maquiagem artística. A oportunidade para aprender a técnica chegou com o curso da ONG Favela Mundo, em 2012. Mais alguns meses e ela já estava dentro de um barracão fazendo estágio. E, no meio da rua, preparando os componentes na concentração dos desfiles. Rosângela, de 56 anos, agora repassa o que aprendeu no projeto Arte Gerando Renda, que está com 200 vagas abertas em Acari. Os alunos podem se inscrever nas aulas de maquiagem artística, maquiagem social, decoração de unhas, tranças e turbantes. As aulas são gratuitas e começam em agosto.

O programa Arte Gerando Renda surgiu a pedido das mães que levavam os filhos às aulas de outro projeto da instituição: o Favela Mundo, que também está com vagas abertas na Rocinha e na Cidade de Deus, para aulas gratuitas de balé, jazz, hip hop, musicalização, teatro e violão. "Elas pediram que criássemos cursos profissionalizantes", lembra Marcelo Andriotti, fundador da ONG.

Rosângela Pereira concluiu o curso de maquiagem artística e ingressou em estágio nas escolas de samba. Hoje, decora alas inteiras - Divulgação/Cacau Fernandes

Os motivos são os que explicam a grande procura pelos cursos no ano passado, quando as 300 vagas oferecidas na Rocinha foram ocupadas em três dias. "Cada vez mais as pessoas estão encontrando dificuldades para achar uma colocação no mercado formal. Por isso, abraçam as oportunidades que aparecem para buscar outras formas de trabalho", diz Andriotti.

Foi o que aconteceu com Joanne Cristina Costa, de 37 anos. Moradora do conjunto Bento Ribeiro Dantas, na Maré, ela descobriu uma vocação no curso de decoração de unhas. E começou a gerar renda de forma imediata. "Antes de entrar no curso, eu estava desempregada há dois anos. Como encontrei facilidade e fui me desenvolvendo, logo que concluí as aulas passei a atender na comunidade", lembra Joanne.

Ela também virou professora do curso e, junto com Rosângela, dará aulas para as turmas que vão começar em Acari. "Foi uma profissão nova para mim. Pode ser assim para outras pessoas também", diz Rosângela. Joanne concorda: "O que aconteceu com a gente mostra que é possível se reinventar".

No curso de decoração de unhas, Joanne encontrou nova profissão - Divulgação/Renata Ferrer

EM ACARI

As inscrições para os cursos de decoração de unhas, maquiagem artística, maquiagem social, tranças e turbantes devem ser feitas na Escola Municipal Daniel Piza, onde serão as aulas. A escola fica na Av. Prefeito Sá Lessa, 200, Acari. A idade mínima para participar é 15 anos. É necessário levar cópia de identidade e CPF. Boa parte dos alunos hoje empreende ou trabalha com Carnaval, festas infantis, teatro e salões de beleza.

FAVELA MUNDO

O projeto que ensina balé, jazz, hip hop, musicalização, teatro e violão está com 600 vagas na Biblioteca Parque da Rocinha e no EDI Perciliana de Alvarenga, na Cidade de Deus. É preciso ter entre 2 e 18 anos e estar na escola. Inf.: 3802-5881.

Galeria de Fotos

Marcelo Andriotti à frente da turma que se formou na Rocinha, em 2017. Cursos têm inscrições abertas na comunidade de São Conrado, em Acari e na Cidade de Deus Divulgação/Cacau Fernandes
Rosângela Pereira concluiu o curso de maquiagem artística e ingressou em estágio nas escolas de samba. Hoje, decora alas inteiras Divulgação/Cacau Fernandes
No curso de decoração de unhas, Joanne encontrou nova profissão Divulgação/Renata Ferrer

Comentários

Últimas de Empregos e Negócios