Nova unidade da Rede Daltro oferece educação com foco no meio ambiente

Entidade de ensino irá revitalizar alameda no Recreio dos Bandeirantes

Por O Dia

A escola foi inaugurada na Rua Ivo Borges: do berçário ao 9º ano
A escola foi inaugurada na Rua Ivo Borges: do berçário ao 9º ano -

Rio - Projeto que une educação e preservação ambiental, a nova escola da Rede Daltro foi inaugurada no Recreio dos Bandeirantes com a proposta de cuidar da área verde do entorno. A unidade já está em funcionamento e recebe matrículas de alunos do berçário ao 9º ano. O colégio fica na Rua Ivo Borges, ao lado da alameda que engloba uma praça e um bosque. O espaço receberá ações de revitalização que envolvam moradores e a comunidade escolar.

"Pretendemos tornar esta unidade 100% ecológica em até dois anos, cuidando para que todos os passivos ecológicos sejam sanados. Questões como eficiência energética, reciclagem, reuso da água, acessibilidade, cobertura vegetal, compostagem e o tratamento dos rejeitos da escola serão resolvidos para que possamos obter certificados para construções sustentáveis, como o Certificado Leed e o Qualiverde da Prefeitura do Rio", diz Teresa Daltro, diretora da Rede Daltro Educacional. 

Segundo Teresa, as ações de revitalização da alameda serão conduzidas por um grupo interdisciplinar, que reúne biólogos, paisagistas, professores, alunos, pais e comunidade do bairro. As iniciativas ambientais terão coordenação do doutor em Educação André Botelho, que desenvolve projetos de preservação e educação ambiental.

"Teremos horta comunitária na praça e acesso a atividades artísticas e corporais, com aulas de pintura, desenho, ioga e outras atividades sociais e artísticas", conta André Botelho. 

PLANTIO DE ÁRVORES

Teresa Daltro acrescenta que haverá plantio de árvores e espécies nativas na alameda e a instalação de um quiosque literário na região.

Segundo Mariângela Monjardim, diretora adjunta da Rede Daltro, o conteúdo programático de todas as disciplinas será vinculado às questões ambientais. 

"Partimos da premissa que o mais importante é construir o conhecimento aliado à sustentabilidade. Assim, todos saem ganhando", avalia Mariângela.

Comentários