Justiça realiza audiência de custódia com 40 presos na Cidade Alta

Ao todo, 45 pessoas foram presas durante operação na comunidade nesta terça-feira. Moradores viveram momentos de terror

Por O Dia

Rio - O Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJ-RJ) realiza, nesta quarta-feira, uma audiência de custódia com 40 dos 45 presos durante uma operação na Cidade Alta, em Cordovil, Zona Norte do Rio. Segundo o órgão, a sessão terá que ser por videoconferência por causa do grande número de detentos. Eles estão na Penitenciária Muniz Sodré, no Complexo de Gericinó, em Bangu, Zona Oeste. 

O policiamento foi reforçado na comunidade um dia após a comunidade ser invadida por traficantes rivais e ônibus serem incendiados na Avenida Brasil. De acordo com a PM, policiais do 16º BPM (Olaria) estão ajudando na segurança da região. Até o momento, não houve registros de tiroteios nesta manhã.

Pelo menos 45 homens foram presos na operação da polícia%2C elogiada por especialista em segurançaMárcio Mercante / Agência O Dia

Moradores viveram momento de terror na madrugada e manhã desta terça-feira. Houve uma intensa troca de tiros entre bandidos rivais. Após o confronto, a PM foi acionada e os traficantes incendiaram nove ônibus e dois caminhões perto da Cidade Alta e Parada de Lucas. Ao todo, foram 45 suspeitos presos e 32 fuzis apreendidos na ação. Três policiais militares ficaram feridos na comunidade da Kelson's, na Penha.

Por causa dos ataques, o Município do Rio ficou em Estágio de Atenção até 19h desta terça-feira. Segundo o major Ivaz Blaz, porta-voz da PM, as ações orquestradas visam mobilizar a polícia para estas regiões e abrir espaço para fuga dos bandidos que estão encurralados na Cidade Alta, após a tentativa de invasão.

Na noite desta terça-feira, o Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque) fez uma nova operação na Kelson's. Houve confronto e um suspeito foi baleado. Ele foi socorrido e levado para o Hospital Estadual Getúlio Vargas. Com o homem, os policiais apareenderam uma pistola, carregador com munições, 110 papelotes de cocaína e cinco frascos de cheirinho de loló. A ocorrência foi registrada na Delegacia de Homicídios da Capital (DH).

Últimas de Rio De Janeiro