Ex que matou enfermeira em Vila Valqueire é levado para DH e liberado por causa da lei eleitoral

Evandro Herculano prestou depoimento, confessou o crime, mas deixou a delegacia pela porta da frente

Por O Dia

Evandro deixou a DH pela porta da frente quando foi preso no dia 23
Evandro deixou a DH pela porta da frente quando foi preso no dia 23 -

Rio - Policiais do 18º BPM (Jacarepaguá) prenderam, nesta terça-feira, Evandro Herculano, de 35 anos. Ele é apontado como o responsável por ter matado a facadas a ex-namorada, a enfermeira Vanessa Ribeiro, 38, na residência dela, em Vila Valqueire, no último 6 de outubro. Herculano foi levado para a Delegacia de Homicídios da Capital (DH), na Barra da Tijuca, confessou o crime, mas foi liberado por causa da lei eleitoral.

A legislação proíbe que alguém seja preso de cinco dias antes do início de uma votação até 48 horas após o seu encerramento. Como o segundo turno das eleições deste ano acontece no domingo, o prazo começou a valer nesta terça e vai até a terça da semana que vem. Somente as prisões em flagrante são permitidas nesse período.

De acordo com a Polícia Militar, Evandro foi encontrado na Estrada de Jacarepaguá, no Itanhangá. Ele estava com a chave de um Chevrolet Captiva, que seria da ex-namorada. Após confessar o crime na DH, foi expedido um mandado de prisão contra ele.

Vanessa Ribeiro foi morta a facadas no último dia 6 - Arquivo Pessoal

Após ser esfaqueada, no dia 6, Vanessa chegou a ser socorrida no Hospital Lourenço Jorge, mas não resistiu aos ferimentos. Na época, a polícia encontrou várias lesões em seu corpo.

Vanesssa coordenava o setor de enfermagem da pediatria do Hospital Pedro II, em Santa Cruz, também na Zona Oeste.

Ele foi preso no Itanhangá - Divulgação / Polícia Militar

Galeria de Fotos

Evandro deixou a DH pela porta da frente quando foi preso no dia 23 Reprodução / TV Globo
Vanessa Ribeiro foi morta a facadas no último dia 6 Arquivo Pessoal
Ele foi preso no Itanhangá Divulgação / Polícia Militar

Últimas de Rio de Janeiro