Gari comunitário morre após ser baleado em tiroteio no Vidigal

De acordo com relatos nas redes sociais, William de Mendonça Santos, de 42 anos, teria saído de casa para se encontrar com o filho, quando foi atingido

Por O Dia

Gari comunitário morre após ser baleado em tiroteio no Vidigal
Gari comunitário morre após ser baleado em tiroteio no Vidigal -

Rio - Um gari comunitário, identificado como William de Mendonça Santos, de 42 anos, morreu após ser baleado durante um tiroteio no Morro do Vidigal, na Zona Sul do Rio. O caso aconteceu na tarde desta segunda-feira. De acordo com relatos nas redes sociais, William teria saído de casa para se encontrar com o filho, quando foi atingido. 

Procurada pelo DIA, a Polícia Civil informou que a Delegacia de Homicídios da Capital (DH) investiga o caso. Ainda de acordo com a polícia, o gari estava na Rua Padre Ítalo Coelho, na localidade conhecida como "15", quando foi ferido. Ele chegou a ser levado a um hospital, mas não resistiu. 

A Avenida Niemeyer chegou a ser interditada nos dois sentidos devido a uma manifestação contra a morte do gari. Colegas de trabalho de William se reuniram em um protesto pacífico.

 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários