Preso em operação sobre armas do caso Marielle ostenta vida luxuosa na Internet

Em fotos postadas nas redes sociais, José Márcio Mantovano, o Márcio Gordo, aparece em várias viagens internacionais, exibindo bebidas caras e até com um relógio Rolex

Por O Dia

Márcio Gordo levava uma vida de luxo e muita ostentação nas redes sociais. Ele gostava de postar fotos em praias, no cassino, esbanjando com balde de champanhe e até na frente da sede da Rolex, a luxuosa marca suíça de relógios. Usando um modelo bem caro deles, claro
Márcio Gordo levava uma vida de luxo e muita ostentação nas redes sociais. Ele gostava de postar fotos em praias, no cassino, esbanjando com balde de champanhe e até na frente da sede da Rolex, a luxuosa marca suíça de relógios. Usando um modelo bem caro deles, claro -
Rio - Um dos cinco alvos da Operação Submersus, contra suspeitos de envolvimento no sumiço das armas do caso Marielle Franco, adora se exibir em fotos nas redes sociais. Em imagens de seu perfil no Facebook, José Márcio Mantovano, o Márcio Gordo, faz questão de divulgar sua vida de luxo, com direito a muitas viagens, bebidas caras e até um relógio Rolex. Ele também demonstra uma paixão por caveiras.
Márcio Gordo também tem uma grande tatuagem no antebraço esquerdo com a imagem de Don Vito Corleone, personagem principal do filme "O Poderoso Chefão". Em uma das fotos, ele exibe a tatuagem, com um boneco do personagem e um projétil na boca. O protagonista da saga, inclusive, aparece em várias imagens caricaturas por ele no Facebook.

Galeria de Fotos

Márcio Gordo leva vida de ostentação nas redes Arquivo Pessoal
Márcio Gordo leva vida de ostentação nas redes Arquivo Pessoal
Márcio Gordo leva vida de ostentação nas redes Arquivo Pessoal
Márcio Gordo leva vida de ostentação nas redes Arquivo Pessoal
Márcio Gordo leva vida de ostentação nas redes Arquivo Pessoal
Márcio Gordo leva vida de ostentação nas redes Arquivo Pessoal
Márcio Gordo leva vida de ostentação nas redes Arquivo Pessoal
Márcio Gordo leva vida de ostentação nas redes Arquivo Pessoal
Márcio Gordo leva vida de ostentação nas redes Arquivo Pessoal
Márcio Gordo leva vida de ostentação nas redes Arquivo Pessoal
Márcio Gordo leva vida de ostentação nas redes Arquivo Pessoal
Márcio Gordo leva vida de ostentação nas redes Arquivo Pessoal
Márcio Gordo leva vida de ostentação nas redes Arquivo Pessoal
Márcio Gordo leva vida de ostentação nas redes Arquivo Pessoal
José Márcio Mantovano, o Márcio Gordo Arquivo Pessoal
José Márcio Mantovano, o Márcio Gordo Arquivo Pessoal
Já Josinaldo Lucas Freitas, o Djaca, outro preso na operação desta quinta, faz questão de mostrar seu trabalho no taekwondo, já que é professor da luta.
Ele também aparece em fotos com personalidades, como o lutador de MMA José Aldo, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) deputado estadual Bebeto (Podemos), para quem fez campanha eleitoral nas redes, e vários cantores.

Galeria de Fotos

Djaca e José Aldo Arquivo Pessoal
Djaca e Bebeto Arquivo Pessoal
Djaca e Fábio Lago Arquivo Pessoal
Djaca e Léo Santana Arquivo Pessoal
Djaca e o presidente Jair Bolsonaro Arquivo Pessoal
Djaca e Malvino Salvador Arquivo Pessoal
Djaca e o vereador Marcelo Siciliano Arquivo Pessoal
Djaca e o vereador Carlos Bolsonaro Arquivo Pessoal
Djaca e Valesca Popozuda Arquivo Pessoal
Djaca e Carol Paixão, personagem de Rodrigo Sant'Anna Arquivo Pessoal
Djaca e Lexa Arquivo Pessoal
Djaca e Mr. Catra Arquivo Pessoal
Djaca e Luiz Carlos, do Raça Negra Arquivo Pessoal
Djaca e Thiaguinho Arquivo Pessoal
Djaca e Zeca Pagodinho Arquivo Pessoal
Djaca e Gominho Arquivo Pessoal
Djaca e Wesley Safadão Arquivo Pessoal
Djaca e Belo Arquivo Pessoal
Djaca e Ludmilla Arquivo Pessoal
Djaca e Sabrina Sato Arquivo Pessoal
Djaca com Joelma e Chimbinha Arquivo Pessoal
Djaca e Eduardo Sterblitch Arquivo Pessoal
Djaca e Anderson Leonardo, do Molejo Arquivo Pessoal
Márcio Gordo, Djaca, Elaine Pereira Figueiredo Lessa, Bruno Pereira Figueiredo e Ronnie Lessa (preso em março apontado como um dos autores do duplo homicídio) foram alvos da operação da Polícia Civil contra o sumiço das armas que teriam sido usadas nas mortes de Marielle Franco e Anderson Gomes.
De acordo com as investigações, eles teriam planejado jogar as armas no mar da Barra da Tijuca. As armas teriam sido retiradas da casa de Ronnie, que está em um presídio federal em Porto Velho, em Rondônia.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários

Últimas de Rio de Janeiro