Presidente Jair Bolsonaro  e o Governador Wilson Witzel . No Aterro do Flamengo, RIo de Janeiro, RJ, Brasil -  Foto: Daniel Castelo Branco / Agência O Dia - Daniel Castelo Branco
Presidente Jair Bolsonaro e o Governador Wilson Witzel . No Aterro do Flamengo, RIo de Janeiro, RJ, Brasil - Foto: Daniel Castelo Branco / Agência O DiaDaniel Castelo Branco
Por O Dia
Publicado 28/08/2020 12:49 | Atualizado 28/08/2020 12:51
Rio - O presidente Jair Bolsonaro riu ao comentar o afastamento do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), por supostos desvios na área da Saúde. "O Rio está pegando, o Rio está pegando hoje. Está sabendo do Rio hoje? Governador já... Quem é teu governador?", reagiu Bolsonaro a um apoiador que o questionou sobre a situação do Estado, na saída do Palácio da Alvorada, nesta sexta-feira. Em seguida, o homem disse que o governador agora é "o vice". "Está acompanhando", respondeu Bolsonaro, aos risos.

Galeria de Fotos

Presidente Jair Bolsonaro e o Governador Wilson Witzel Daniel Castelo Branco
Presidente Jair Bolsonaro e o Governador Wilson Witzel . No Aterro do Flamengo, RIo de Janeiro, RJ, Brasil - Foto: Daniel Castelo Branco / Agência O Dia Daniel Castelo Branco
Presidente Jair Bolsonaro e o Governador Wilson Witzel . No Aterro do Flamengo, RIo de Janeiro, RJ, Brasil - Foto: Daniel Castelo Branco / Agência O Dia Daniel Castelo Branco
Presidente Jair Bolsonaro e o Governador Wilson Witzel . No Aterro do Flamengo, RIo de Janeiro, RJ, Brasil - Foto: Daniel Castelo Branco / Agência O Dia Daniel Castelo Branco
Presidente Jair Bolsonaro e o governador Wilson Witzel Daniel Castelo Branco / Agência Brasil
Embate político entre Jair Bolsonaro e Wilson Witzel não pode influenciar decisão técnica Daniel Castelo Branco
Presidente Jair Bolsonaro e o Governador Wilson Witzel . No Aterro do Flamengo, RIo de Janeiro, RJ, Brasil - Foto: Daniel Castelo Branco / Agência O Dia Daniel Castelo Branco
Presidente Jair Bolsonaro e o Governador Wilson Witzel . No Aterro do Flamengo, RIo de Janeiro, RJ, Brasil - Foto: Daniel Castelo Branco / Agência O Dia Daniel Castelo Branco

Durante posicionamento na manhã desta sexta-feira, o governador afastado manifestou indignação com a operação que o afastou. "Mais um circo sendo montado. Bolsonaro já declarou que quer o Rio de Janeiro e já me acusou de perseguir a família dele", declarou, sugerindo ser vítima de perseguição.
Publicidade
Em 26 de maio, quando o ex-aliado foi alvo de buscas, o presidente falou para apoiadores, também com um sorriso no rosto: "parabéns para Polícia Federal".

Nesta sexta-feira, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou o afastamento imediato de Witzel, que nega as acusações e afirma ser alvo de "interesses políticos". A Procuradoria-Geral da República chegou a pedir a prisão do governador, mas o STJ negou.

O vice-governador Cláudio Castro deve assumir provisoriamente a função. Pela manhã, o STJ também expediu um mandado de prisão contra o Pastor Everaldo, presidente do PSC, que já foi preso pela Polícia Federal. Everaldo batizou Bolsonaro no Rio Jordão.
*Com Estadão Conteúdo