André Boto antes e depois
André Boto antes e depoisReprodução
Por O Dia
Rio - A Polícia Civil prendeu, na noite de quinta-feira, um miliciano que fez harmonização facial para despistar as autoridades. André Costa Barros, conhecido como André Boto, é apontado de extorquir comerciantes e moradores dos bairros Curicica, Recreio dos Bandeirantes e Campo Grande, na Zona Oeste do Rio.
Publicidade
De acordo com a polícia, o miliciano também é investigado pela construção de prédios do grupo paramilitar do qual ele seria um dos integrantes. Em dezembro do ano passado, no Recreio dos Bandeirantes, a polícia chegou a interditar a construção de um prédio com 37 apartamentos. As investigações apontam que as vendas renderiam aos proprietários lucro de cerca de R$ 12 milhões.
Policiais do Departamento Geral de Combate à Corrupção, ao Crime Organizado e à Lavagem de Dinheiro (DGCOR-LD), em conjunto com a Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE) prenderam André em flagrante pelos crimes de receptação e porte ilegal de arma de fogo. Contra ele foi cumprido um mandado de prisão expedido pela Justiça pelos crimes de tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo e organização criminosa.

Na terça-feira, o Portal dos Procurados chegou a divulgar um cartaz que pudesse ajudar com informações que pudessem levar à prisão de André.
Publicidade