Crivella anuncia reajuste para o funcionalismo em fevereiro

O percentual do aumento depende do fechamento do IPCA-E (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo Especial) deste mês e deve ficar em torno de 8%

Por O Dia

Crivella anunciou o ajuste depois de cerimônia no Palácio da Cidade, em Botafogo
Crivella anunciou o ajuste depois de cerimônia no Palácio da Cidade, em Botafogo -

Rio - O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, anunciou na manhã desta quarta-feira que vai reajustar o salário do funcionalismo público em fevereiro. O percentual do aumento depende do fechamento do IPCA-E (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo Especial) deste mês e deve ficar em torno de 8%, conforme a Coluna antecipou em 11 de dezembro.

Será a taxa acumulada desde o último reajuste dos servidores, em setembro de 2016. Crivella anunciou a correção depois de cerimônia no Palácio da Cidade, em Botafogo.

"Hoje (anunciamos o reajuste), depois de dois anos de uma crise muito difícil. Para vocês terem uma ideia, nos dois últimos anos do governo anterior, a prefeitura teve R$ 70 bilhões (de orçamento). Nos meus dois primeiros anos, foram menos de R$ 60 bilhões, ou seja, R$ 11 bilhões a menos. Além disso, tivemos que pagar os empréstimos da Olimpíada. Em 2017, foram R$ 1,2 bilhão, e ano passado, R$ 1,5 bilhão. Então, não deu para dar o aumento. Hoje, anunciamos que será dado o aumento já a partir de 1º de fevereiro", disse o prefeito. 

O reajuste também foi divulgado, por meio de um vídeo, nas redes sociais do prefeito, que aparece ao lado do secretário Municipal da Casa Civil, Paulo Messina. "Foram várias medidas estruturantes que há várias décadas muitos prefeitos não tiveram coragem de fazer. Hoje, é possível dizer que estamos vencendo a crise, praticamente fora dela. E, a partir de 1º de fevereiro, já vai começar a valer o reajuste do funcionalismo público", afirmou Messina.

Últimas de Servidor