Carolina Sobreira Ardente, 27 anos
Carolina Sobreira Ardente, 27 anosArquivo Pessoal
Por Karen Rodrigues*
Rio - Familiares e amigos lamentaram, nesta sexta-feira, a morte da estudante do 9º período de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Carolina Sobreira Ardente, de 27 anos, que morreu em um acidente, na noite desta quinta-feira, por volta das 20h. A jovem estava com o namorado em uma moto Harley-Davidson quando foram atropelados e arrastados a uma longa distância por um caminhão da Comlurb. 
Publicidade
A prima, Ana Carolina Sobreira, contou ao DIA que as duas eram muito unidas e Carolina era querida por todos.
"Nós tínhamos relação de irmã, sabe? Sempre fomos grudadas na infância e depois de adultas, o carinho permaneceu. Eu estou extremamente arrasada. Uma pessoa ótima, gentil, que sempre ajudava as pessoas. Era estudiosa, amável, querida por todos", disse.
Publicidade
O amigo de Carolina e estudante de Medicina da UFRJ, Bruno Eduardo Dematté, de 27 anos, se emocionou ao lembrar da amiga.
"Carolina foi uma das primeiras pessoas que eu conheci no Rio de Janeiro e sem dúvidas a que melhor me acolheu. Uma pessoa de enorme coração. Estamos todos muito tristes com essa perda irreparável. Sentiremos muito a falta da nossa querida amiga. É muito difícil falar sobre ela sem se emocionar".
Publicidade
Carolina e Bruno estudavam na mesma turma e fazia parte do mesmo grupo de Medicina Interna na instituição. "Ela era uma pessoa muito alegre e feliz, sempre rodeada dos amigos".
Segundo informações preliminares, a turma do 9º período de Medicina da UFRJ está organizando ainda uma vaquinha para a compra de uma coroa de flores para o velório da jovem. Outra turma do curso pretende mudar o nome para Sobreira, em homenagem à Carolina.
Publicidade
Em nota publicada nesta sexta-feira, a UFRJ prestou homenagens à estudante e se solidarizou com a família e os amigos.
"Foi com profundo pesar que a Reitoria da UFRJ teve ciência da morte da nossa aluna. [...] A Reitoria da UFRJ se solidariza com a família e amigos da Carolina, neste momento de intensa consternação. Esperamos confiantes que as autoridades policiais investiguem o ocorrido o mais rápido possível, na perspectiva de que haja responsabilização pela morte da aluna. Lamentamos profundamente esta perda e transmitimos força à família e amigos da Carolina".
Publicidade
Acidente
O acidente aconteceu na Rua Getúlio, esquina com Cirne Maia, no Cachambi, na Zona Norte do Rio. Um caminhão da Comlurb atingiu e arrastou a moto Harley-Davidson onde estava Carolina e o namorado, Vinicius Bartalo Martins, e mais quatro veículos. A jovem morreu no momento da colisão. Vinicius foi encaminhado para o Hospital Municipal Salgado Filho e está internado em estado grave.
Publicidade
De acordo com a Comlurb, o condutor da moto avançou o sinal e o motorista do caminhão, que estava cheio de lixo e indo esvaziar o conteúdo, tentou desviar e acabou atingindo veículos estacionados. "O caminhão já tinha terminado a coleta, não havia mais garis atuando e estava indo vazar quando aconteceu. Infelizmente, uma mulher que estava na garupa morreu e o rapaz que estava pilotando foi levado, em estado gravíssimo para o hospital", disse em nota.
Segundo informações da empresa, o motorista do caminhão sofreu uma crise de hipertensão arterial e foi encaminhado ao Hospital Salgado Filho, no Méier.
Publicidade
A família de Carolina vai apurar a responsabilidade da morte da jovem, que estava finalizando o curso de Medicina. O corpo dela foi liberado do Instituto Médico Legal (IML) na tarde desta sexta-feira. Carolina será enterrada às 13h deste sábado, no Cemitério do Caju. 
Em nota, a direção adjunta de graduação da UFRJ e a Faculdade de Medicina da instituição lamentaram a morte da estudante. Veja as íntegras:
Publicidade
"A Faculdade de Medicina da UFRJ e todo o seu corpo social vem prestar o seu profundo pesar pela morte da nossa querida aluna Carolina Sobreira Ardente, em um trágico acidente ocorrido em 04/03/2021. Carolina já se encontrava no Internato, ao qual sempre se dedicou com afinco e determinação. Diante desse infortúnio, inesperado e que interrompe trajetória tão promissora, permanecerá um grande vazio para professores,
colegas de turma e servidores com quem conviveu e compartilhou atividades acadêmicas e vivências pessoais durante esses anos.
Estendemos as nossas condolências aos familiares e amigos de Carolina e que as lembranças mais significativas de sua breve passagem entre nos, sejam sempre reconhecidas".
Publicidade
"A Direção Adjunta de Graduação, a Coordenação Geral do Internato e toda a Comissão do Internato lamentam profundamente o falecimento da nossa querida aluna Carolina Sobreira Ardente. Sua atuação como estudante e sua contribuição como representante do nono período do curso de Medicina e como membro da Comissão do Internato da Faculdade de Medicina da UFRJ não deixam dúvidas do caminho promissor que trilhava, infelizmente interrompido hoje. Sua luz e energia serão sempre lembrados
por todos que tiveram a sorte de conhecê-la.
Neste momento de profunda tristeza e dor, a Comissão do Internato solidariza-se com a família, amigos, seus colegas de turma, e seus professores, pela perda inesperada de nossa aluna tão jovem, alegre e
atuante."
Publicidade
*Estagiária sob supervisão de Thiago Antunes