Deputados e lideranças comunitárias reagem a declarações de Witzel com tuitaço

Movimento é em resposta à declaração do governador que responsabilizou defensores dos Direitos Humanos por mortes de cinco jovens sem envolvimento com crime

Por O Dia

Governador Wilson Witzel durante Fórum Nacional da Inteligência Aplicada para o Combate à Criminalidade
Governador Wilson Witzel durante Fórum Nacional da Inteligência Aplicada para o Combate à Criminalidade -
Rio - Políticos de oposição do governo Witzel e lideranças comunitárias do Rio participaram de um tuitaço na noite desta sexta-feira. O assunto 'A culpa é do Witzel' é o segundo mais comentado no país na rede social. O movimento é em resposta à última declaração do governador sobre as mortes de cinco jovens sem envolvimento com crime baleados nos últimos dias
No lançamento do programa Nova Iguaçu Presente, Witzel disse que "Esses cadáveres desses jovens estão no colo de vocês (defensores de Direitos Humanos), que não deixam que as polícias façam o trabalho que tem que ser feito", disparou.
A deputada estadual Mônica Francisco (Psol) respondeu à declaração: "Não dá pra ficar alimentando toda uma cultura de violência, de morte, de sangue, e depois querer simplesmente jogar a culpa para as outras pessoas! Se tem atitudes fascistas, se defende medidas fascistas, então se assuma como o fascista que é!", escreveu.
 
 A defensora dos Direitos Humanos e moradora da Maré Kananda Ferreira disse que é 'fácil' culpabilizar a quem defende a dignidade, o respeito à vida e acesso aos Direitos Humanos nas favelas. Mas, que é difícil promover políticas públicas inclusivas que valorizem os moradores de favelas: 
 
"Nunca teve a casa invadida ou acordado por policiais. Nunca ouviu os tiros do helicóptero perfurando o asfalto em frente a sua casa e viu pessoas correndo para se proteger. Nunca ficou preso dentro de casa porque não dava pra ir nem na padaria. E a culpa é de quem? #ACulpaÉDoWitzel", tuitou.
O ativista do Complexo do Alemão Raull Santiago disse que o governador nunca esteve no meio de um tiroteio na favela e agora culpabiliza ativistas das favelas pelas mortes. "Nunca esteve no meio de um tiroteio. Nunca teve um fuzil apontado pra cara. Nunca teve o filho agachado na escola pq esta dando tiro na porta. Nunca pensou que ia morrer por morar onde mora. E ainda vem dizer que a culpa é da favela? #ACulpaEDoWitzel", escreveu.
O Estado do Rio teve pelo menos seis jovens mortos em favelas ou entorno desde a última sexta-feira. Eles foram vítimas de disparos, a maioria durante ações policiais. Segundo parentes, nenhuma das vítimas tinha envolvimento com o crime.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários